RFID Noticias

Petrolífera chinesa agiliza inspeções

Trabalhadores do petróleo estão etiquetas e leitores RFID para localizar equipamentos, visualizar dados e atualizar registros de manutenção

Por Claire Swedberg

17 de outubro de 2014 - A gestão e inspeção de equipamentos pesados em campos de petróleo da China tem sido um grande desafio para os operadores de campo petrolífero, que muitas vezes contêm centenas de milhares de ativos em um único local. A tarefa ficou mais difícil em 2013, quando a chinesa State Administration of Work Safety (SAWS) emitiu novas normas que exigem que as empresas mantenham registros históricos de manutenção de seus ativos, com o objetivo de reduzir o número de acidentes.

Em resposta, uma das principais empresas de exploração e produção de petróleo da China adotou uma solução de identificação por radiofrequência (RFID). A empresa já embutiu tags Xerafy em 30.000 transformadores portáteis e forneceu leitores portáteis RFID ATID, para os trabalhadores de campo. A empresa também planeja começar a etiquetar outros itens, tais como maquinaria pesada, tubulações e válvulas.

Um trabalhador de campo utiliza um leitor RFID portátil ATID para capturar o número de identificação de uma tag Xerafy fixada a um transformador
Na busca por uma solução tecnológica, a empresa petrolífera queria não só cumprir os requisitos, mas também aumentar sua própria eficiência. A empresa utiliza etiquetas com código de barras para rastrear os seus itens. Antes, um relatório de inspeção de papel tinha de ser preenchido manualmente e levado de volta para o escritório para a introdução. O sistema manual gerava erros ou perda de dados entre o campo e o escritório. Além disso, a digitalização de alguns equipamentos, como caldeiras de alta pressão, podia ser perigosa para os funcionários.

A tecnologia RFID tornou o processo de coleta de dados de inspeção mais eficiente e livre de erros, além de melhorar o acesso aos registros, o que garante que o equipamento é inspecionado e mantido com mais frequência. Assim, esperando garantir melhores equipamentos na linha operacional, a empresa (que pediu para permanecer anônima) relatou para VictorySoft Co. Ltd., um sistemas da indústria petrolífera chinesa integrador que forneceu a solução RFID.

Com a implantação do RFID, a companhia petrolífera também pode localizar os bens que são mais difíceis de encontrar no grande campo de petróleo, o que era quase inviável por meio de pesquisas manuais e exames de código de barras.

A empresa enfrentou vários desafios em busca de uma solução RFID, afinal o sistema precisa proporcionar uma gama de leitura longa. Além do mais, o ambiente altamente metálico tem potencial de interferir com os sinais de RF transmitidos pelas etiquetas e leitores, enquanto a exposição ao tempo, temperaturas que variam de -30 graus a 60 graus Celsius, é prejudicial às tags.