RFID Noticias

BT Trace personaliza solução para usuários

Clientes da empresa britânica, incluindo uma varejista global com lojas também na América do Norte, podem garantir que seus estoques estão abastecidos

Por Edson Perin

30 de setembro de 2014 - Pelos últimos dois anos, a BT Trace, uma divisão da British Telecommunications (BT), tem oferecido soluções baseadas em RFID aos seus clientes.

A BT Trace lançou pela primeira vez em outubro de 2012, um portfólio de produtos conhecido como BT Supply Chain Solutions. O portfólio inclui várias soluções oferecidas regionalmente, antes de a empresa renomear seus produtos como BT Trace, com mercados verticais específicos estabelecidos para atender às necessidades dos clientes. Além da BT Trace for Retail (para o varejo), a empresa oferece a BT Global Trace for Supply Chain Visibility, BT Asset and BT Inventory Trace (para uso tanto com código de barras e com tecnologias RFID) e BT Trace for Health (para rastrear ativos móveis em hospitais por RFID).

Keith Sherry
A BT Trace for Retail permite a personalização de cada implantação com base nas necessidades de um varejista em particular. Esta abordagem de personalizar as soluções visa a impulsionar as taxas de adoção e de sucesso de RFID para os varejistas na Europa e no mundo.

Um dos clientes da BT Trace é um varejista de vestuário de luxo global, que está atualmente no processo de etiquetagem de milhões de seus produtos com RFID EPC UHF como parte de uma implantação em nível de item utilizando leitores portáteis para assegurar que as prateleiras das lojas de todo o mundo são repostas quando necessário e que os bens nunca estão fora de estoque. Em cinco de suas lojas norte-americanas, em que a tecnologia foi inicialmente testada por três meses durante 2013, a empresa informou que as vendas e margem bruta aumentaram em cinco por cento, graças à precisão do inventário. A varejista está agora usando tags em produtos vendidos em outras lojas em vários países ao redor do mundo e está fornecendo os leitores portáteis. Durante a fase experimental de três meses, a varejista usou 1.600.000 etiquetas. Desde então, tem etiquetado mais de 5,5 milhões e já treinou 300 funcionários de lojas para usar a tecnologia.

O piloto e a implantação que se seguiu ilustram o tipo de solução personalizada na qual a BT Trace se destaca, de acordo com Keith Sherry, diretor de desenvolvimento de negócios da cadeia de abastecimento da BT Trace. Por um lado, diz ele, o piloto foi cuidadosamente orquestrado para incluir a formação de pessoal em relação à tecnologia e reuniões quinzenais entre lojas participantes, a fim de compartilhar aprendizados.

Antes de lançar o sistema RFID, a varejista informou a BT Trace que sua equipe se esforçou para garantir que as prateleiras fossem devidamente abastecidas e ao mesmo tempo prestar assistência pessoal aos clientes. Cada loja recebe vários milhares de clientes diariamente e mantém um inventário de 50 mil itens para venda. A melhor maneira de garantir que as prateleiras estejam estocadas, diz Sherry, é a realização de contagens regulares de mercadorias, mas o processo manual leva quatro horas de dois trabalhadores para ser completado em uma única categoria de produto (BT Trace não diz quantas categorias uma loja normalmente tem).

A versão do BT Trace para o varejo consiste em um software de rastreamento da BT, uma variedade de etiquetas RFID UHF EPC selecionadas com base no custo e forma para diferentes tipos de vestuário, e leitores portáteis Motorola Solutions MC3190Z. Os funcionários utilizam os leitores para identificar os itens que faltam ou para procurar uma roupa específica.