RFID Noticias

Daher Aerospace expande tecnologia para toda a cadeia de suprimentos

A prestadora de serviços logísticos do Reino Unido para o setor aeroespacial está usando etiquetas passivas e leitores UHF para controlar a localização de contêineres

Por Claire Swedberg

24 de setembro de 2014 - Sediada no Reino Unido, a prestadora de serviços logísticos para o setor aeroespacial Daher Aerospace está gerenciando a sua frota de embalagens reutilizáveis por meio de uma solução de identificação por radiofrequência (RFID) fornecida pela Waer Systems Ltd. O sistema consiste em etiquetas RFID EPC Gen 2 passivas UHF afixadas a contêineres, assim como leitores fixos em portais através dos quais passam os recipientes, e também de software baseado em nuvem para gerenciar a leitura dos dados.

O programa Supply Chain Reusable (SCR), da Daher Aerospace, é composto de 22.000 contentores (16.000 dos quais estão em trânsito) que os fabricantes de peças aeroespaciais utilizam para o transporte de componentes de motores para as linhas de montagem. As embalagens vazias são, então, enviadas de volta para a Daher realizar a manutenção e limpeza antes que o ciclo se repita.

O programa Supply Chain Reusable (SCR), da Daher Aerospace, compreende 22.000 contêineres que fabricantes de peças aeroespaciais usam para transportar os componentes do motor para linhas de montagem
Para acomodar os diferentes tipos de componentes de motores, a empresa oferece os recipientes em uma variedade de tamanhos e materiais, tais como metal, plástico ou madeira. Fornecedores de componentes de motores solicitam um conjunto específico de recipientes (conhecido como kit) para atender o pedido de um determinado cliente e, se esses recipientes não estão disponíveis, as operações do fabricante podem ser interrompidas.

O sistema RFID anterior rastreava quando cada contêiner chegava ao local da manutenção de Daher, permitindo que a empresa pudesse capturar e armazenar dados sobre quaisquer alterações feitas em um kit. As tags de baixa frequência (LF) da empresa eram reconhecidas apenas por sistemas próprios da Daher e, portanto, não serviam para as outras empresas na cadeia de abastecimento que não tinham a mesma tecnologia. Além disso, diz Olivier Innocenti, engenheiro de logística da Daher Aerospace, a empresa estava usando uma planilha Excel para gerenciar os dados RFID, o que tornava o processo muito lento.

A Daher procurou uma nova solução que pudesse ler de forma confiável as etiquetas RFID EPC Gen passivas anexadas aos recipientes compostos de vários materiais diferentes (incluindo metal, plástico e madeira), através de leitores fixos, quando aqueles recipientes passam pelos portais. A empresa também buscou uma tag que pudesse ser mais resistente. Os rótulos não resistiam aos processos de lavagem e pressão, e poderiam tornar-se cobertos por uma variedade de outros rótulos aplicados por fornecedores e clientes quando os recipientes de componentes são transportados. Durante o processo de limpeza, a Daher remove todas as etiquetas extras.

Em 2007, a Waer Systems forneceu à Daher uma solução de gestão de armazém chamada Waerlinx. Três anos depois, a Waer instalou um sistema RFID que empregava etiquetas RFID passivas EPC Gen 2 UHF nos locais de vários clientes da Daher e para monitorar os serviços em andamento, durante o período em que os 2.000 carrinhos da Daher são rastreados via RFID enquanto se movem através da planta de um cliente. Então, a Daher solicitou um sistema UHF para substituir sua tecnologia LF existente, a fim de gerenciar todas as suas caixas reutilizáveis.