RFID Noticias

Solução com beacon gerencia equipe e ativos

O sistema da TimeForge pode localizar pessoas e coisas em tempo real via leitores bluetooth que recebem sinais dos beacons colocados em porta-chaves

Por Beth Bacheldor

29 de agosto de 2014 - A TimeForge, fornecedora de software para gerenciamento de trabalho online, está lançando uma solução que utiliza beacons baseados na tecnologia Bluetooth Low Energy (BLE), para ajudar as empresas a localizar membros de equipes e bens materiais. A solução, conhecida como PlaceForge, inclui beacons Bluetooth fornecidos pela Gimbal e Radius Networks, assim como leitores TimeForge Bluetooth que consistem em antenas omni-direcionais e um computador Linux de placa única,do tamanho de um cartão crédito, conhecido como Raspberry Pi.

O PlaceForge representa a primeira incursão da empresa no rastreamento em tempo real e gerenciamento de ativos. Anteriormente, a empresa tinha usado relógios e cartões de proximidade para monitorar o ponto dos funcionários, de acordo com Anthony Presley, que fundou a empresa em 2004 com Erik van Gilder.

O leitor PlaceForge, chamado de hub, foi projetado para receber sinais de beacons Bluetooth localizados a até 30 metros de distância
"Eu realmente gostei dos beacons Bluetooth que vi no evento da NRF [National Retail Federation] no ano passado", afirma Presley, "mas o foco tem sido em cupons de entrega, etc". Em março passado, ele e seus colegas começaram a explorar a ideia de empregar a tecnologia Bluetooth para rastrear ativos, tais como tomadas de pallets usados para levantar e mover materiais pesados dentro de armazéns, plataformas de carga ou nos locais de trabalho. "As coisas começaram a ficar interessantes quando resolvemos colocar beacons nos membros da equipe e usando um leitor com Wi-Fi para acompanhar os beacons com alcance de 50 metros em qualquer direção". Isso, diz ele, foi a gênese do PlaceForge.

Os leitores PlaceForge (hubs) são colocados em torno de uma loja, armazém, restaurante ou outro site, normalmente afixados no teto. Uma mercearia média exigiria cerca de 50 centros para cobertura total, diz Presley. "Nós podemos fornecer uma solução completa em um grande supermercado por menos US$ 10.000", afirma.

Presley explica que uma loja de 30 mil metros quadrados necessitaria de cinco a 20 hubs, dependendo da cobertura e precisão desejadas; e cada funcionário a ser rastreado teria um beacon em forma de chaveiro emitindo sinais. Os custos de hardware iniciais incluem cerca de US$ 150 por hub e US$ 50 por chaveiro; também existem taxas mensais ou anuais para o serviço, que inclui a análise de dados.