RFID Noticias

Empresa lança tablet inteligente com leitor RFID

O dispositivo da PDC destina-se à leitura de pulseiras de clientes em hotéis, resorts e parques, permitindo acesso a serviços com base na identificação individualizada

Por Claire Swedberg

2 de junho de 2014 - A Precision Dynamics Corp. (PDC), fornecedora de pulseiras de identificação e produtos relacionados, iniciou a comercialização de um dispositivo portátil com leitor RFID, conhecido como Smart Tablet, projetado para permitir aos usuários capturar números de identificação codificados de tags passivas HF de 13.56 MHz em locais como resorts, hotéis e parques aquáticos, permitindo assim check-in rápido, pagamentos e outros serviços. O tablet, que a PDC estreou no mês passado no RFID Journal LIVE! 2014, age da mesma forma que um quiosque com um leitor embutido, mas permite que a equipe seja móvel, lendo diretamente as pulseiras RFID, em vez de exigir que os clientes procurem um quiosque. A PDC fez parceria com a empresa de software Kioware, que fornece o software do tablet para capturar e interpretar os dados de leitura. O tablet pode então encaminha os dados coletados para um servidor back-end por uma conexão Wi-Fi ou GPRS. O dispositivo também poderia armazenar essas informações e enviá-las para o servidor em um momento posterior.

A PDC está atualmente em discussão com uma empresa que oferece passeios aquáticos, para começar a pilotar os tablets para uso em aplicações de ponto-de-venda, de acordo com Bill Meserve, gerente de instalação e suporte da PDC.

O Smart Tablet da PDC pode ler etiquetas RFID passivas sob as normas ISO 14443 e ISO 15693
A PDC oferece soluções de identificação para instituições de saúde, lazer e entretenimento, aplicações legais e em animais. Seus produtos incluem pulseiras, cartões e porta-chaves com etiquetas RFID embutidas em conformidade com as normas ISO 14443 ou ISO 15693. Muitos de seus clientes incluem hotéis e resorts em que os clientes recebem pulseira da PDC e podem usar a tag RFID embutida para adquirir serviços.

Para fazer uma compra, por exemplo, o consumidor pode apresentar a sua pulseira, a fim de fornecer informações sobre a sua conta no ponto de venda ou para carregar crédito em dinheiro. Além disso, os clientes podem usar a pulseira de acesso para outros serviços, tais como armários ou passeios aquáticos, sem a necessidade de fazer fila em um estande ou área de atendimento ao cliente para pagar.