RFID Noticias

Checkpoint e Mojix criam solução em parceria

O sistema das duas empresas está sendo testado por um cliente do ramo de vestuário para controle de estoque e reposição

Por Claire Swedberg

25 de abril de 2014 - Em resposta aos clientes do ramo de varejo que procuram soluções RFID para localização em tempo real e ainda agilizar os trabalhos de auditoria por meio de leitores portáteis, a Checkpoint Systems desenvolveu em parceria com a Mojix um sistema passivo de localização em tempo real (RTLS), usando o software da Checkpoint e o leitor Omnisense RFID, da Mojix. As duas empresas anunciaram a parceria global no RFID Journal LIVE! 2014, há duas semanas, nos Estados Unidos.

Durante grande parte de sua história, a Checkpoint Systems focou em fornecer vigilância eletrônica de artigos (EAS) e etiquetas rígidas que os varejistas colocam em mercadorias, bem como antenas que detectam essas etiquetas e tags. Nos últimos anos, no entanto, a demanda tem crescido não só para os produtos e serviços EAS da Checkpoint, mas também para a tecnologia RFID, diz Alan Sherman, diretor sênior de marketing global para visibilidade e RFID da Checkpoint. "Estamos vendo um aumento significativo no nível de atividade em todos os pedidos de propostas de clientes, tamanho de projeto, número de itens etiquetados, sofisticação na implantação e valor de negócio", diz ele, "enquanto a indústria de varejo de vestuário adota cada vez mais soluções de RFID".

No RFID Journal LIVE!, a Checkpoint anunciou o Zephyr 2, sua nova tag RFID EPC Gen 2 para o mercado de varejo, feita com chip NXP UCode 7
Em 2008, para atender à crescente demanda de rastreamento de itens no setor de vestuário, a Checkpoint começou a fornecer uma solução chamada Merchandise Visibility. O sistema inclui leitores de RFID, tags passivas EPC Gen 2, software, integração e todos os serviços de implantação e manutenção. Com o crescimento contínuo em vestuário e outras áreas de negócio de varejo, a empresa está expandindo ainda mais em alternativas para o controle de estoque através de leitores portáteis ou portais RFID implantados em várias lojas para coletar dados sobre a movimentação de mercadorias por meio desses portais. Embora alguns varejistas estejam optando por instalar portais nas entradas da sala de curativo ou outras portas, outros estão buscando uma solução em tempo real para reduzir a necessidade de pessoal para a realização de auditorias periódicas.

Por essa razão, a Checkpoint firmou uma parceria com Mojix para oferecer uma alternativa de mãos-livres para rastreamento por RFID para o setor de varejo. Para a Mojix, esta é uma incursão precoce em um novo mercado. A empresa ofereceu seu sistema STAR 3000 para rastreamento UHF passivo em tempo real, principalmente para fins de fabricação e distribuição. O sistema consiste de receptores Mojix STAR, eNodes, antenas de leitura e exciters que permitem aos usuários visualizar as localizações dos itens com etiquetas EPC Gen 2 RFID, em tempo real, dentro de cerca de 1 metro, 24 horas por dia.

Segundo Mike Kastner, vice-presidente sênior da Mojix, a empresa apresentou sua solução Omnisense, que inclui uma versão do sistema STAR 3000 que usa algoritmos modificados para permitir o rastreamento de mercadorias no mercado de varejo. A solução da Mojix também fornece uma plataforma de software que permite aos usuários alternar entre novos modos especificamente projetados para suportar vários casos de uso de varejo.