RFID Noticias

Unipart Logística controla carregamento de caminhões

A empresa britânica está usando um sistema RFID para saber quando cada um dos seus cinco caminhões são carregados e quando deixam suas instalações

Por Claire Swedberg

27 de março de 2014 - A Unipart Logistics está testando um sistema baseado em RFID ativo da RF Code em seus veículos que transportam mercadorias de sua própria fábrica em Oxford para fabricantes de veículos automotivos em todo o Reino Unido. A Unipart Logistics, uma divisão da Unipart Group, fabricante global, provedor de logística e de serviço completo de consultoria em excelência operacional "lean" (enxuta), tem como objetivo determinar o quanto de valor pode ser adquirido a partir da captura automática de dados a respeito de quando os veículos carregados passam de um local para outro, identificando qual veículo e, posteriormente, os bens dentro dele, estão em seu caminho para um cliente específico.

Um teste piloto começou agora em março e deve continuar por mais alguns meses. O objetivo, diz Richard Hankinson, diretor automotivo da Unipart Logística, não é apenas determinar se a coleta de dados pode beneficiar a empresa, melhorando a visibilidade sobre os bens transferidos, mas também fornecer esses resultados aos seus clientes. Se ambos Unipart e seus clientes determinarem que a RFID é útil no rastreamento de dados, a empresa pretende lançar uma implantação permanente que irá incluir detalhes adicionais, tais como quando os caminhões de entrega chegaram ao site de um cliente e o que esses veículos contêm. A Unipart espera comercializar a solução como um valor adicional a todos os seus clientes.

A Unipart Logística oferece serviços de produção (fabricação de produtos como peças automotivas) e serviços pós-venda (movimento de mercadorias do fornecedor para cliente). De acordo com Hankinson, a empresa tem pesquisado o valor da tecnologia RFID para melhorar a eficiência da cadeia de suprimentos há mais de uma década.

A empresa descobriu que a tecnologia RFID que havia testado tinha agregado apenas um pequeno valor ao setor de pós-venda, uma vez que o monitoramento de mercadorias muitas vezes consistia de rastreamento de grandes contêineres em navios e o tempo exato de tal transporte não era vital. No entanto, diz Hankinson, no caso da produção, o tempo pode ser crítico. Neste caso, a Unipart Logistics fabrica peças que devem ser usadas na montagem por uma empresa automotiva e deve ser entregue em momentos muito precisos, a fim de evitar atrasos na linha de montagem da automobilística. "Mesmo 10 minutos fora de uma janela de entrega é um problema", atesta Hankinson.