RFID Noticias

CPqD lança solução que controla movimentação de itens

Em parceria com as empresas JÁ!, Synergy e Identify Brasil, o objetivo é implantar o sistema em até cinco grandes clientes nos próximos 12 meses

Por Edson Perin

5 de março de 2014 - O CPqD anunciou o lançamento de uma solução baseada na tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID), com o intuito de facilitar o trabalho das empresas que precisam controlar as várias etapas do processo de movimentação de itens, do recebimento de insumos à expedição dos produtos acabados.

O sistema inclui antenas, leitores e etiquetas RFID em parceria com as empresas JÁ!, Synergy e Identify Brasil. Há ainda um software de controle de movimentação de itens, desenvolvido pelo CPqD. "O objetivo é implantar a solução em até cinco grandes clientes nos próximos 12 meses", afirma Antonio Marini, gerente de Inovação e Marketing de Produto do CPqD. "A solução é composta de hardware, software e da implantação, que pode incluir também adaptações necessárias em cada cliente".

Antonio Marini, do CPqD
Para Marini, "uma das principais vantagens do software está no fato de não depender de um sistema de gestão corporativa (ERP) para realizar funções como, por exemplo, o cadastro dos itens, o controle de inventários ou da expedição". As tarefas, segundo ele, podem ser realizadas por meio de ambiente web e há interfaces amigáveis que facilitam a integração com sistemas ERP. "Assim, as empresas que já têm um ERP implantado podem integrar facilmente o novo módulo do CPqD".

A nova solução deverá beneficiar, principalmente, os segmentos de indústria, logística e de varejo, bem como seus fornecedores, que já vêm adotando a tecnologia RFID na identificação automática e rastreamento de produtos e insumos. "Na verdade, ela se aplica a qualquer empresa, de qualquer segmento, que esteja buscando uma forma rápida e simples de controlar a movimentação de itens", resume Clóvis Magri, engenheiro responsável pelo produto no CPqD.

Clóvis Magri, do CPqD
"O CPqD atua, há mais de 15 anos, em setores como telecomunicações, indústria, financeiro e governo", diz Magri. "O alvo inicial desta solução são as empresas do setor industrial eletroeletrônico, que foi escolhido devido à forte atuação do CPqD nesse segmento, por meio de outras soluções".

Magri ressalta, no entanto, que a tecnologia RFID se aplica a muitos segmentos de mercado, ajudando empresas que buscam uma forma rápida e simples de automação do controle e movimentação de itens no seu processo produtivo ou na cadeia logística. "O lançamento da solução RFID pelo CPqD é recente e ainda não finalizamos o piloto. Várias empresas contatadas demonstraram interesse na avaliação e uso da solução", acrescentou.

A solução é um dos resultados do trabalho que vem sendo realizado no Laboratório de Estudos e Aplicações em RFID, inaugurado há três anos pelo CPqD. Além de realizar diversos tipos de testes e ensaios para empresas de vários segmentos, a infraestrutura de laboratório – que inclui uma câmara semianecóica de grandes dimensões – atua no desenvolvimento e simulação de aplicações, em áreas distintas, que têm como base a tecnologia de identificação por radiofrequência.