RFID Noticias

Empresas lançam novos aplicativos para beacons Bluetooth

O iOS 7 da Apple despertou o interesse pelos beacons, que são basicamente as etiquetas RFID ativas que usam a comunicação com o protocolo Bluetooth Low Energy

Por Claire Swedberg

12 de dezembro de 2013 - A tecnologia Bluetooth Low Energy (BLE), também conhecida como Bluetooth Smart, recebeu recentemente um surto de atenção principalmente nos Estados Unidos (EUA) devido ao novo sistema operacional iOS 7, Apple, graças à adição da funcionalidade iBeacon que a empresa criou. Com o iBeacon, um iPhone ou iPad pode receber dados de localização a partir de um transmissor BLE conhecido como um beacon, sem a necessidade de o consumidor ter realizar um opt-in. Estes beacons funcionam como etiquetas RFID ativas, com um alcance de leitura entre 10 e 50 metros e podem ser implantados em uma frente de loja ou um parque para acionar automaticamente algum tipo de ação no telefone ou tablet.

No final de setembro, a norte-americana Major League Baseball testou uma solução que utiliza a tecnologia iBeacon da Apple no Citi Field, o estádio do Mets de Nova York. De acordo com uma notícia postada no Mashable, a MLB trabalhou em estreita colaboração com a Apple no projeto desde fevereiro e a demonstração do Citi Field foi lançada para mostrar que a equipe seria capaz de executar a tecnologia no seu estádio. Para participar da demo, os usuários de iPhone tiveram de baixar de graça o aplicativo Ballpark, da Major League Baseball.

Quando estivesse ao alcance de um beacon BLE, o telefone recebia um ID e transmitia a um servidor o código de barras do bilhete do usuário, juntamente com um mapa que leva ao assento. O sistema fornecia outros dados como a reprodução de um vídeo que descreve a história do estádio, quando o telefone estivesse perto da estátua Big Apple do Mets, localizada fora do estádio. Marc Abramson , desenvolvedor iOS da MLB, disse à Mashable que a sua organização pretende personalizar o app Ballpark em cada um dos seus estádios em todo o país - mais provável para um lançamento em 2014, embora não indique outras equipes fazendo o mesmo.

O Estimote Beacon (à direita) é um exemplo de aplicativo para enviar ofertas especiais para clientes dentro das proximidades do dispositivo
A Apple lançou o iOS 7 no dia 18 de setembro. As versões anteriores do iPhone usando iOS 6, bem como alguns dispositivos Android, já podiam se comunicar com tags BLE. No entanto, o iBeacon permite que um telefone da Apple ou tablet receba as transmissões a partir de um dispositivo de BLE e responda sem muito esforço por parte do proprietário do dispositivo. No passado, por exemplo, o BLE só funcionava se o aplicativo do dispositivo relacionado a um beacon BLE ou tag em uso estivesse aberto ou se o telefone ou tablet fosse emparelhado. Com o iOS 7, no entanto, um iPhone só precisa estar ligado para a conexão móvel. Isso permite que o software no servidor possa determinar a localização do iPhone e fornecer uma ação relacionada, como a exibição de dados de publicidade pertinentes a essa área particular ou simplesmente armazenar dados de localização relativos a esse aparelho.

Durante o ano passado, uma série de tags e beacons BLE surgiram no mercado, incluindo a Droptag, um sensor sem fio que pode ser colocado em um pacote antes do embarque e ser interrogado por meio de um aparelho celular, a fim de verificar se o conteúdo sofreu qualquer impacto. Um fabricante de pré-moldados de concreto finlandês usa a tecnologia BLE da 9Solutions para ajudar a tornar suas operações mais eficientes. Enquanto isso, outras tags BLE recentemente lançadas no mercado estão focados em ajudar as pessoas a localizar objetos pessoais e incluem Tile, Stick-N-Find e GearID GearTag.

Além disso, vários fornecedores começaram a oferecer beacons e aplicações BLE especificamente para tirar proveito da funcionalidade Apple iBeacon e, em alguns casos, estão testando a tecnologia. Estas soluções estão usando a tecnologia BLE em uma variedade de maneiras, para permitir aos consumidores fazer pagamentos, rastrear a localização de celulares, envio de publicidade de acordo com a localização etc. Alguns aplicativos requerem que o usuário pressione em um aviso de opt-in antes de a funcionalidade BLE operar, enquanto outras aproveitam o novo recurso iOS7 para habilitar um telefone.