RFID Noticias

Hotel suíço oferece serviço cinco estrelas com tecnologia

Com uma solução RFID, bartenders sabem o nome e as preferências específicas de cada cliente, para que possam oferecer um atendimento personalizado e diferenciado

Por Claire Swedberg

25 de outubro de 2013 - Os hóspedes de um hotel podem se sentir mais em casa quando os funcionários do estabelecimento os reconhecem pelo nome e trataram-nos como amigos. Um hotel de luxo na área do Lago de Genebra, na Suíça, está fazendo exatamente isto com a ajuda da tecnologia baseada em identificação por radiofrequência (RFID). O hotel cinco estrelas instalou um sistema conhecido como TouchPoint, da startup suíça OneLab Solutions, para identificar clientes que se aproximam do bar.

Embora o hotel tenha pedido para permanecer anônimo, seu diretor diz que, "como um hotel cinco estrelas, nós nos esforçamos para fornecer excelentes serviços personalizado e diferenciados, mas é difícil reconhecer todos os hóspedes. O TouchPoint nos ajuda a conseguir isso e faz com que os nossos clientes se sintam como VIPs. Estamos ansiosos para estender o sistema para todo o serviço do hotel e, assim, melhorar a experiência dos hóspedes".

Dentro do chaveiro TouchPoint, há uma tag RFID ativa de 433 MHz fabricada pela Adveez
O sistema consiste de tags RFID ativas de 433 MHz embutidas em porta-chaves usadas pelos clientes e de leitores que recebem os números de identificação transmitidos pelas e, em seguida, encaminham os IDs de volta para um gateway, que se comunica com um servidor baseado em nuvem. Um computador tablet montado atrás do bar pode exibir informações sobre os clientes que transportam os chaveiros. A OneLab cobra uma taxa mensal pelo serviço de software e utilização do hardware.

A empresa de RFID foi lançada em 2012 por quatro profissionais com formação em tecnologia RFID, que assumiram a missão de oferecer soluções de segurança que identifica quando os indivíduos ou objetos entram em áreas específicas, de acordo com Skye Legon, um dos fundadores. No entanto, a solução TouchPoint está sendo bem recebida pelo setor de hospitalidade, como já notaram seus donos. O conceito inicial, diz ele, começou com a ideia de instalar um leitor em um elevador para identificar um cliente e seu número do quarto. O software OneLab então utiliza esses dados para dirigir o elevador, automaticamente, para o andar específico do indivíduo.

A empresa se reuniu com vários hotéis e descobriu que, em vez de automatizar elevadores, a principal preocupação dos hotéis era tornar possível para o pessoal reconhecer os clientes antes de fornecer-lhes os serviços. Por exemplo, se os funcionários soubessem quem tinha entrado em um restaurante, área de piscina ou spa, poderiam receber os hóspedes pelo nome, oferecendo serviços específicos, sem perguntar ao cliente.