RFID Noticias

Pequena etiqueta ativa rastreia telefones celulares

A tag da GuardRFID, alimentada por bateria, opera em 433 MHz, tem seis milímetros de espessura e monitora de dispositivos móveis a ferramentas

Por Claire Swedberg

7 de outubro de 2013 - A Guard RFID Solutions, também conhecida como GuardRFID, está comercializando uma etiqueta ativa de 433 MHz e seis milímetros de espessura, que alega ser a menor tag ativa disponível atualmente no mercado. A tag foi criada a pedido de um cliente da indústria aeroespacial que exigiu uma tag ativa pequena o suficiente para ser conectada a telefones celulares, de acordo com Zahir Abji, presidente e CEO da GuardRFID. Esse cliente testou a nova tag com o software e os leitores da GuardRFID.

As tags ativas da GuardRFID são usadas para rastrear pessoas e bens com o sistema de localização em tempo real (RTLS), por balizamento em intervalos predefinidos ou quando ativado por um transmissor de baixa frequência (LF). No ano passado, segundo Abji, um cliente do setor aeroespacial abordou a GuardRFID com um problema a resolver. Como o trabalho que realiza em suas instalações é altamente sensível, os funcionários ou prestadores de serviços que entram nas áreas específicas são obrigados a deixar seus celulares em um armário ou em outro local fora da área protegida. Assim, a empresa e seus clientes podem ter certeza de que ninguém tirou uma foto ou enviou dados para outros sobre o trabalho em andamento.

A etiqueta ativa AT-4BLF foi projetada para caber discretamente em um smartphone ou outro objeto pequeno que precisa ser monitorado
No entanto, assegurar que o pessoal não se esqueça esta regra e, inadvertidamente, leve seu telefone para a área protegida é um desafio. A empresa tentou anexar uma tag RFID UHF passiva em cada telefone, mas descobriu que as etiquetas nem sempre podem ser lidas. Além disso, as etiquetas passivas, exigem uma matriz de antenas em torno de uma porta que pode ser considerada como esteticamente problemática. Tags ativas, incluindo etiquetas da GuardRFID, tendem a ser muito grossas.

Para resolver este problema, os engenheiros da GuardRFID desenvolveram uma nova tag, conhecida como AT-4BLF, que vem com uma bateria, um sensor de movimento e um sensor de temperatura. A etiqueta, que mede 1,56 polegadas por 1,26 polegadas de comprimento e largura, pode ser afixada à parte de trás de um telefone celular através de adesivo. Um sensor de movimento embutido permite que a tag balize com mais frequência quando o objeto ao qual está ligado está se movendo, mas com menos frequência quando parado, estendendo assim a vida útil da bateria (que é estimada em 12 meses com 60% de movimento e, em 24 meses, com 5%). A tag pode também ser usada em aplicações de segurança de objetos que não devem nunca ser movidos.