RFID Noticias

Sensores simplificam manutenção de aeronaves

O sistema de RFID passivo da Crane Aerospace and Electronics está sendo usado por empresas aéreas e por pelo menos um fabricante de aviões

Por Claire Swedberg

2 de setembro de 2013 - Entre as tarefas relacionadas à manutenção de uma aeronave, seja comercial ou privada, o processo de monitoramento da pressão dos pneus é um dos mais frequentes e demorados. Seja realizada por meio de um medidor de pressão manual ou usando um dispositivo sensor com fio, os proprietários e operadores de aeronaves devem verificar se todos os pneus estão inflados corretamente a cada dois dias no máximo. A verificação da pressão dos pneus manualmente em uma única aeronave geralmente requer aproximadamente uma hora para ser concluída.

Ao longo dos últimos cinco anos, algumas companhias aéreas e operadores de jatos particulares vêm empregando uma solução baseada em identificação por radiofrequência fornecida pela Crane Aerospace and Electronics para medir a pressão dos pneus. A pedido de uma grande empresa de aeronaves que pediu para permanecer anônima, a Crane está buscando certificação da Federal Aviation Administration (FAA) para uso de seu sistema de monitoramento RFID SmartStem sem fio para pressão dos pneus (TPMS).

Sensor de pressão de ar da Crane, SmartStem RFID, substitui a válvula de enchimento padrão
Para verificar a pressão de ar dos pneus, os operadores são obrigados a seguir o manual de manutenção que vem com cada avião. Alguns sistemas a bordo medem a pressão e exibem os dados no cockpit, mas nem todos os aviões vêm com isso e exigem verificar a pressão manualmente. Quando o método de teste de pressão manual padrão é utilizado, algum ar é libertado do pneu de cada vez que ele é testado. Por isso, o pneu tem de ser periodicamente inflado de novo, a fim de substituir o ar perdido. Esta operação pode ser demorada, diz Eric Haas, diretor de desenvolvimento de negócios da Crane, e, a longo prazo, pode afetar a vida útil do pneu.

A solução da Crane é um sensor que substitui a válvula de enchimento padrão da roda. A empresa (ou seus revendedores) fornece o sensor aos fabricantes de pneus. A carga é interrogada por um leitor RFID portátil que capta os dados do sensor de temperatura e pressão, juntamente com o número de identificação único do pneu. A tecnologia desenvolvida inclui leitores e etiquetas fornecidas pela Phase IV Engineering. Só o leitor da Crane pode interrogar a tag RFID.

O sensor TPMS vem com chip de 134,2 kHz, que tem um número de identificação único codificado e está conectado aos detalhes sobre a própria aeronave, armazenados em software no computador de mão. O medidor também inclui um sensor de pressão e temperatura e o leitor captura simultaneamente as medições a partir desses sensores. Os dados coletados são exibidos em uma tela na parte frontal do dispositivo e os registros de dados podem ser transferidos para um PC para controle de manutenção através de USB, Bluetooth ou conexão Wi-Fi.