RFID Noticias

Hong Kong RFID Ltd. comercializa app de NFC

O aplicativo permite que smartphones reproduzam saudações verbais ou informações quando acionados por tags específicas

Por Claire Swedberg

24 de julho de 2013 - A fabricante e distribuidora de hardware RFID Hong Kong RFID Ltd. iniciou a comercialização de um aplicativo Near Field Communication (NFC) para permitir que os usuários da tecnologia possam armazenar e acessar gravações de áudio por uma tag RFID NFC. O aplicativo é gratuito para download, mas a Hong Kong RFID também criou uma loja online na qual os visitantes podem comprar etiquetas passivas RFID NFC para uso com o aplicativo, bem como smartphones habilitados para NFC.

Os usuários podem simplesmente baixar o aplicativo Tapogram (disponível gratuitamente no Google Play), depois, instalá-lo em um smartphone Android e comprar etiquetas NFC na loja onlineNFC Shop online store ou em outro estabelecimento.

Para gravar uma mensagem, o utilizador toca no telefone móvel contra a tag e é solicitado para começar a gravar a mensagem de voz (conhecida como "Tapo"), com até 10 segundos de duração. O aplicativo envia a mensagem para o servidor Tapogram, da Hong Kong RFID. O usuário pode, então, aplicar uma etiqueta RFID para um presente ou outro item, ou em um local como uma porta. Após o presenteado, por exemplo, fazer o download do aplicativo, poderá tocar o seu telefone habilitado com NFC contra a tag para ouvir a gravação de áudio.

Clientes da loja online NFC podem comprar etiquetas RFID, aplicá-las em cartões ou outros itens e usar o aplicativo Tapogram para gravar uma mensagem sonora

De acordo com Craig Jo, diretor de desenvolvimento de negócios de Hong Kong RFID Ltd., uma gravação de áudio, ao contrário de um texto ou mensagem impressa, oferece uma experiência mais personalizada e emocional. Por exemplo, diz ele, "seria mais romântico ouvir alguém dizer 'eu te amo' do que ler uma nota contendo as mesmas palavras".

A Tapogram é um novo foco da Hong Kong RFID, que tradicionalmente tem fornecido soluções para clientes corporativos. "Foi quando NFC ou RFID ainda não eram populares entre os consumidores finais", explica Jo. "Agora que o mercado de smartphones tem impulsionado a RFID e NFC, vimos um espaço de mercado que podemos explorar nos negócios". E acrescenta: "é muito mais fácil promover RFID quando todo mundo tem um leitor [um celular com tecnologia NFC] na mão".

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »