RFID Noticias

Universitários associam estilo musical à moda

A ideia baseada em RFID é finalista do Desafio Unicamp de Inovação Tecnológica 2013, que busca estimular a criação de negócios com alta tecnologia

Por Edson Perin

17 de julho de 2013 - Cada roupa tem um estilo e cada estilo de moda pode ser associado a um tipo de música. Com esta ideia na cabeça e muito conhecimento de tecnologia, um grupo de alunos da Unicamp, em Campinas (SP), resolveu criar uma solução baseada em identificação por radiofrequência (RFID) para criar um ambiente com estímulos sensoriais dentro de provadores de lojas de roupas. O projeto é finalista do Desafio Unicamp de Inovação Tecnológica 2013.

Integrantes do grupo Good Values, finalista do Desafio Unicamp de Inovação Tecnológica 2013

Batizado como Provador Sensation, o projeto inspirou-se na convicção de seus criadores de que comprar roupa vai além de simplesmente selecionar peças e que as escolhas estão baseadas em atitudes e gostos. "Em um mundo onde a moda e a música andam cada vez mais de mãos dadas, decidimos proporcionar uma sensação exclusiva para cada cliente que já está cansado de ouvir sempre as mesmas músicas-ambiente", explica o estudante George Heiki Yoshizawa, mestrando em Telecomunicações na Unicamp e um dos integrantes do grupo Good Values, formado por Tadeu Pereira Passos, aluno de MBA Executivo na ESAMC, Roberto Chura Chambi, estudante de Engenharia da Computação na Unicamp, e Luis Eduardo dos Santos, aluno de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Unicamp Campus Limeira.

A ideia funciona assim: o cliente escolhe uma peça de roupa e vai até o provador. "Cada peça de roupa está identificada com uma tag RFID e associada a um estilo musical, com base em uma seleção prévia de músicas realizada por profissionais com conhecimento tanto em moda como em música", afirma Yoshizawa. O objetivo do grupo de alunos é fazer com que o provador comece a tocar uma música para cada peça de roupa que estiver sendo experimentada pelo cliente.

Tecnicamente, o Provador Sensation baseia-se em uma mistura de tecnologias de comunicação de dados que tem como elemento central a tecnologia RFID. "Elementos identificadores e etiquetas eletrônicas digitais estão associados a cada peça de roupa com um código único", explica Yoshizawa. "A informação da tag é enviada para um sistema capaz de selecionar a música associada àquela roupa e ativa um sistema de áudio localizado no provador, que reproduz a música no ambiente".

Clientes cadastrados e com o aplicativo oferecido no estabelecimento comercial podem identificar todas as músicas que tocam enquanto estão no provador, por meio de seu celular, e até compartilhar suas experiências nas redes sociais. Para a loja, o software identifica as roupas e relata quais peças que foram provadas, qual a taxa de vendas, quais são as preferidas pelos consumidores, o que ajuda na tomada de decisões pelo lojista ou gestor do estabelecimento.