RFID Noticias

Brasil faz apresentações no RFID Journal LIVE! 2013

Leitores fabricados no Brasil, caso de sucesso da Força Aérea e pôster do RFID CoE sobre identificação item a item foram expostos no evento internacional

Por Edson Perin

9 de maio de 2013 - Não é comum em eventos internacionais de tecnologia realizados fora do Brasil a participação de brasileiros como expositores, desenvolvedores de tecnologia ou mesmo como apresentadores de casos de sucesso. Mas no RFID Journal LIVE! 2013 esta espécie de tradição não se manteve – felizmente, deve-se dizer.

Além da participação de muitos brasileiros entre o público do evento – realizado pelo RFID Journal em Orlando, nos Estados Unidos, entre 30 de abril e 2 de maio –, houve neste ano uma grande participação brasileira em apresentações, tanto de tecnologia como de uso exemplar da RFID. Foram mostrados ao público internacional leitores fabricados no Brasil, um dos casos de sucesso brasileiros da Força Aérea (FAB) e um pôster sobre identificação item a item, exposto pelo engenheiro Alessandro Luz, arquiteto de soluções do RFID Center of Excellence (RFID CoE), no espaço do IEEE dentro do LIVE!.

Leitores de RFID da Identix: Made in Brazil

Começando pelos leitores manufaturados no Brasil, a fabricante chama-se Identix, empresa 100% brasileira, especializada no desenvolvimento e fabricação de produtos para o mercado de RFID UHF, a única companhia do Brasil a expor no evento. A Identix, liderada por Mauricio Strasburg, dedica-se à fabricação e fornecimento de equipamentos para integradores de sistemas (SIs), provedores de soluções de software (ISVs) e revendas de valor agregado (VARs). Todos os produtos utilizam tecnologia da Impinj, fornecedora mundial de soluções RFID UHF para a identificação, localização e autenticação de itens.

Strasburg é o fundador e CEO da Synergy Tecnologia, distribuidora brasileira de produtos Impinj e fabricante de leitores e soluções RFID no Brasil. Strasburg tem mais de 25 anos de experiência em integração de sistemas, desenvolvimento de produtos e canais de vendas, bem como mais de oito anos de experiência com sistemas RFID e sistemas automáticos de coleta e processamento de dados.

Entre os casos de sucesso pelo uso da tecnologia RFID no Brasil, o tenente-coronel da FAB Rogers Ascef apresentou os benefícios conquistados na modernização das operações do Centro Logístico da Aeronáutica (Celog), responsável por gerenciar a movimentação mensal de milhares de toneladas de materiais. Grande parte desses materiais circula entre a Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington (CABW), Comissão Aeronáutica Brasileira em Londres (CABE) e o Depósito da Aeronáutica no Rio de Janeiro (DARJ) (leia mais em FAB reduz de 3 dias para 3 horas o tempo para embarque de carga).