RFID Noticias

Impinj lança novos leitores para aplicações de RTLS

O xArray pode interrogar etiquetas RFID UHF dentro de um diâmetro de 12 metros e identificar a localização de um item

Por Claire Swedberg

5 de maio de 2013 - A empresa de tecnologia RFID Impinj desenvolveu dois novos leitores RFID destinados a expandir a maneira como etiquetas passivas de UHF são lidas, fornecendo a funcionalidade de um sistema de localização em tempo real (RTLS) e permitindo a adicionar funcionalidade de interrogador RFID em qualquer dispositivo sem grandes custos. O Speedway xArray consiste de um leitor e uma antena integrada que pode ser instalado no teto e ler em um raio de12 metros (mais amplo do que um típico leitor de RFID EPC Gen 2), permitindo, assim, a visibilidade em tempo real de etiquetas. O leitor de chip Indy RS500 system-in-package (SiP) pode ser instalado em objetos tais como equipamentos, bebidas, bens ou ferramentas. Não requer nenhum outro leitor RFID simplesmente uma antena, uma fonte de energia e uma conexão com um sistema de back-end.

De acordo com a Scot Stetler, diretor sênior de marketing de produto de Impinj, a evolução dos produtos da Impinj, além da abordagem tradicional de RFID, permite ler em locais e casos de uso anteriormente considerados demasiadamente caros para a implantação.

Instalado no teto, o leitor xArray pode identificar a localização aproximada de um item marcado dentro de um diâmetro de 12 metros da zona de leitura

O xArray foi projetado para caber em uma telha no teto e fornecer monitoramento amplo de área através de um conjunto de antenas que irradia um único feixe de RF em um padrão que compreende um total de 52 orientações (caminhos horizontal e vertical). O leitor, quando instalado a uma altura de teto de 45 metros, cria uma zona de leitura de 12 metros de diâmetro, identificando a localização de tags baseada no ângulo de resposta.

O leitor xArray realiza a localização graças a uma combinação de matriz de antena e software do leitor Speedway Revolution que analisa os ângulos da tag lida e aproxima a localização de cada tag, mesmo que em movimento. O dispositivo, explica Stetler, pode distinguir a orientação do feixe de RF durante a leitura, como se cada feixe de orientação fosse uma antena separada e, assim, aproxima a localização de cada tag com base na orientação de feixe.

Vários clientes Impinj estão testando a tecnologia em duas categorias gerais: gestão de estoque e controle de ativos. No caso de rastreamento de ativos, os hospitais, por exemplo, podem empregar a tecnologia para localizar equipamentos de alto valor sobre rodas, com a instalação dos leitores de teto para identificar tags passivas de RFID EPC Gen 2 UHF. A gestão de estoques dentro de uma loja de varejo seria possível, bem como, com a instalação do leitor no teto, obter dados em tempo real sobre a localização do inventário.

O xArray também pode ser usado para monitorar o fluxo de tráfego de pacientes dentro de um hospital ou convidados em um resort ou parque de diversões. Enquanto um leitor pode capturar tags em uma área de diâmetro de 12 metros, uma grade de leitores xArray pode ser instalada dentro de grandes lojas de varejo, fábricas ou resorts.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »