RFID Noticias

RFID otimiza tempo de policiais no Texas

O Departamento de Polícia da cidade de Richardson rastreia armas e equipamentos eletrônicos etiquetados com tags da Xerafy

Por Beth Bacheldor

26 de abril de 2013 - Em um esforço para melhorar a eficiência, reduzir custos e proteger melhor seus uniformes, armas e outros equipamentos, Richardson Police Department (RPD), Departamento de Polícia da cidade de Richardson, no Texas, está empregando uma solução para rastreamento de ativos com RFID. Desde a implantação do sistema, o departamento cortou cerca de meia hora do tempo que levava para verificar todos os equipamentos dentro de uma viatura no início e no final de um turno, 30 minutos que cada funcionário pode usar agora para patrulhar a ruas. O sistema não apenas melhorou o trabalho da polícia, como o departamento estima que economizou cerca de US$ 9.000 por viatura no ano, devido à redução dos custos e ganhos de eficiência.

O RPD está utilizando uma solução desenvolvida pela GlobeRanger, que desenvolveu o software GR-AWARE PD. A GR-AWARE (GlobeRanger Asset Watching and Reporting Engine) foi construída sobre a plataforma iMotion platform, da GlobeRanger, disponível como uma solução local, mas baseada em nuvem, projetada para trabalhar com uma variedade de hardware RFID ou códigos de barras.

"A GR-AWARE PD nasceu sob medida para os departamentos de polícia", explica Eric Pearson, diretor de engenharia da GlobeRanger, mas a empresa também oferece uma solução GR-AWARE adequada para uma ampla gama de setores, incluindo varejo, bem como uma versão FD GR-AWARE para bombeiros. Além disso, a empresa oferece a GR-AWARE Hazmat, projetada para a indústria de materiais perigosos e está sendo usada pelo Departamento de Energia dos EUA.

A polícia de Richardson, Texas, está usando etiquetas RFID para rastrear os radares e outros equipamentos usados por seus agentes

O RPD implantou uma série de tags Xerafy UHF EPC Gen 2 em seus equipamentos, bem como etiquetas laváveis para roupas da Fujitsu Frontech North America, nos uniformes. Devido às exigências de leitura sobre metal, a GlobeRanger chamou a Xerafy para ajudar na escolha das melhores tags para o projeto do RPD. Entre as escolhidas estão a Dot-On XS, usada em telefones celulares, a Dash-On XS, utilizada para rastreamento de gravadores de voz, e a série Pico e Nanox II, usadas em uma variedade de outros ativos. Para armas de fogo e outros itens que necessitam de tags de baixo perfil, o departamento está empregando a Xerafy Titanium Metal Skin, uma pequena e fina etiqueta RFID, medindo 45 milímetros por 5,6 milímetros por 0,8 milímetros. A Titanium Metal Skin é feita com chip Impinj Monza 5, oferecendo um ID de 48-bit em série e 128 bits de memória do usuário, podendo ser impressa com um código de barras ou texto legível.

Segundo Pearson, todas as tags foram pré-codificadas com um número de série único. Por exemplo, as espingardas levadas dentro de cada viatura têm etiquetas Titanium Metal Skin permanentemente seladas no interior dos itens, enquanto os rifles têm Xerafy Versa Trak tags. Recentemente, o departamento ampliou o uso de RFID para rastrear todo o seu escritório e equipamentos de TI, incluindo impressoras, computadores, cadeiras, mesas entre outros itens. Para os ativos, as tags UHF EPC Gen 2 fornecidas pela Avery Dennison foram fixadas diretamente em cada item. No total, o departamento está utilizando mais de 6.000 etiquetas RFID.

O RPD iniciou o uso de RFID em setembro de 2011, como parte de uma iniciativa para controlar uniformes e garantir que eles não acabem em mãos erradas. O projeto foi financiado por uma doação do U.S. Department of Homeland Security, de acordo com Pearson. No entanto, o departamento rapidamente determinou a expansão da iniciativa para todos os equipamentos da polícia e, dentro de um mês, muitos dos ativos foram etiquetados. A operação levou cerca de duas semanas e incluiu quase todos os equipamentos atribuídos a policiais e carros, incluindo impressoras, espingardas, revólveres, unidades de radar e uniformes. A GlobeRanger integrou o software com o Departamento de Recursos Humanos (RH) e com um sistema de acesso de funcionários com cartões de identificação por RFID.