RFID Noticias

Ceitec lança chip especial para uso no programa Siniav

Já estão disponíveis para as empresas interessadas as amostras do CTC13100, chip para equipar as placas de identificação de veículos

Por Edson Perin

21 de janeiro de 2013 - As chamadas Placas de Identificação Veicular (PIVE), destinadas à fiscalização de todos os veículos que circulam pelo Brasil e equipadas com a tecnologia RFID (identificação por radiofrequência), agora podem ser equipadas com chips brasileiros desenvolvidos pela Ceitec S.A.. As empresas fabricantes de tags que estão se candidatando a fornecer a inteligência para as PIVEs do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav) já podem solicitar amostras para testar em seus protótipos.

Fachada da fábrica da Ceitec, no Rio Grande do Sul (Crédito: Nabor Goulart)

A brasileira Ceitec, empresa de design e manufatura de semicondutores vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e que desenvolve e produz circuitos integrados para RFID (identificação por radiofrequência) e aplicações específicas, já está ofertando o chip CTC13100, baseado na tecnologia RFID UHF (ultra alta frequência) e adequado ao protocolo Denatran G0 (geração 0) do programa Siniav e às normas de segurança e criptografia estabelecidas pelo projeto do Denatran.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento de Produtos & Negócios da Ceitec, Reinaldo de Bernardi, atualmente, as empresas trabalham com soluções baseadas em microcontroladores de uso geral. “Não identificamos até o momento uma outra solução para o Siniav com um chip dedicado”, explica Bernardi, ressaltando o caráter de exclusividade do chip da Ceitec, desenvolvido especificamente para o Siniav.

A empresa brasileira de design e manufatura de semicondutores já está disponibilizando ao mercado as amostras para desenvolvimento de tags com o chip CTC13100, com pronta entrega ainda no primeiro trimestre de 2013. “Além de ofertar o produto, a Ceitec pode dar o suporte técnico para qualquer empresa que queira desenvolver tags para uso no programa Siniav”, salienta Bernardi.

Apesar de não revelar o custo do chip, o executivo afirma que “com certeza a solução com o chip da Ceitec tem custo mais baixo do que as com múltiplos componentes e microcontrolador. Porém, o assunto custo é confidencial e discutido com cada empresa após assinatura de NDA [Acordo de Confidencialidade]”, completou.