RFID Noticias

RFID transmite dados fotoelétricos por novo sensor wireless

Sensor Q45 da Banner Engineering e sistema de gateway permitem que máquinas liguem e desliguem automaticamente, com base no que o equipamento detecta

Por Claire Swedberg

10 de dezembro de 2012 - O novo sensor fotoelétrico sem fio (wireless) Q45, da Banner Engineering, soma duas das tecnologias da empresa: a de sensores fotoelétricos que tradicionalmente funcionavam com fio e um sistema de transmissão de identificação por radiofrequência (RFID) ativo para tornar possível a utilização do sensor. O sensor permite ao usuário enviar pedidos de recarga ou ter máquinas automaticamente funcionando ou parando com base no que o sensor detecta. O sistema apenas precisa ser ligado a um gateway e ser afixado a um objeto específico para começar a operar.

A Banner Engineering vem produzindo sensores fotoelétricos há 45 anos para gerenciar funções como transportadores e controladores. Quando uma caixa ou outro objeto passa em frente ao sensor e rompe o feixe de luz, o sensor transmite uma notificação a um controlador lógico programável (PLC), que em seguida reage com um comando programado. Por exemplo, o PLC pode instruir um motor ou ventilador a parar. Até agora, porém, os sensores da Banner Engineering precisavam estar ligados ao PLC.

O sensor Q45 sem fio utiliza a tecnologia que a Banner Engineering desenvolveu há cinco anos, quando a empresa começou a fornecer sistemas sem fio usando RFID ativo de 900 MHz ou 2,4 GHz (usando um protocolo de interface aérea proprietário) que transmite vários tipos de dados do sensor a um receptor. A tecnologia tem sido utilizada em aplicações tais como detectar alterações de temperatura ou humidade em fios e pode ser utilizada para monitorar as condições dentro de uma instalação pecuária (um aviário, por exemplo) ou para determinar se foi aplicada cola quente à embalagem do produto, com base na temperatura da embalagem.

Recentemente, a empresa começou a desenvolver um método para fundir sua tecnologia sem fio com seus sensores fotoelétricos Q45, resultando na criação da versão sem fio. Usuários do sensor sem fio Q45 podem definir uma série de tarefas ao ligar este sensor a um gateway. Embora o dispositivo seja um pouco mais caro do que a versão com fio, diz Bob Gardner, gerente de produto sênior da divisão wireless da empresa, a eliminação da infraestrutura do fio o torna muito menos caro para instalar. A tecnologia foi testada por algumas empresas nos Estados Unidos e o produto já está sendo vendido em todo o mundo.

O sensor operou bem durante os testes beta, diz Gardner. Atualmente, um gateway suporta até seis sensores, mas se um usuário final instalar uma interface Modbus, um único gateway pode acomodar até 47 sensores.