RFID Noticias

Projeto francês pretende criar soluções holísticas de RFID

Liderado pela Tagsys, o projeto Spinnaker tem 32 milhões dólares para desenvolver novas formas de utilização de RFID na cadeia de suprimentos

Por Claire Swedberg

3 de dezembro de 2012 - Um consórcio de institutos, laboratórios e empresas privadas francesas lançou um projeto destinado a acelerar a inovação da tecnologia de identificação por radiofrequência e a aprovação de soluções de alta frequência (HF) e ultra-alta frequência (UHF). O projeto Spinnaker, supervisionado pela Tagsys está recebendo quase a metade de seus US$ 32 milhões em financiamento do governo, apoiado pela organização francesa OSEO, que espera que o projeto de três anos leve ao desenvolvimento de novas tecnologias e mais empregos na França.

O consórcio Spinnaker pretende desenvolver uma ou mais soluções de larga escala que possam oferecer benefícios para o setor de varejo, com o propósito de rastreamento de mercadorias e gestão de dados em toda a cadeia de suprimentos. O grupo também pretende desenvolver aplicações RFID para outras indústrias, tais como cuidados de saúde e gestão de tráfego.

Em um veleiro, as velas spinnaker são projetadas para acelerar a embarcação na direção do vento. O consórcio vai tentar fazer o mesmo para a indústria de RFID, pelo desenvolvimento de novas formas de utilizar tags RFID passivas HF e UHF e leitores para ganhar visibilidade em toda a cadeia de abastecimento. O grupo composto por oito laboratórios no âmbito do INP Grenoble LCIS, quatro empresas privadas e o Instituto de Pesquisa em Ciência da Computação e Matemática Aplicada (INRIA) pretendem desenvolver tecnologias e patentes, de acordo com Christophe Moutot, gerente da Tagsys.


Christophe Moutot, da Tagsys
Ao oferecer € 11 milhões (US$ 14 milhões) para o projeto, a OSEO espera dar um impulso à economia francesa, com base no que prevê como inovação tecnológica. A OSEO foi criada em 2005 para fornecer apoio financeiro para pequenas e médias empresas do país. A agência reporta ao Ministério da Economia, Finanças e Indústria, e também para o Ministério do Ensino Superior e Pesquisa. "Apoiar projetos inovadores de colaboração é parte de nossa missão, dada pelo governo francês", afirmou Didier Chaton, diretor de projetos de inovação da OSEO. A agência vai oferecer € 4,3 milhões (US$ 5,5 milhões) como um subsídio e € 6,5 milhões (US$ 8,4 milhões) como adiantamento em dinheiro.