RFID Noticias

Banco libanês rastreia ativos via RFID

O Banque Libano-Française (BLF) está usando uma solução UHF EPC Gen 2 para gerenciar inventário em todos às suas agências

Por Claire Swedberg

23 de outubro de 2012 - O Banque Libano-Française (BLF) é uma das três principais instituições financeiras do Oriente Médio a fazer rastreamento de ativos pelo Passport Asset, uma solução baseada em RFID fornecida pela empresa californiana ASAP Systems. O banco opera 50 filiais em todo o Líbano e está monitorando 50.000 itens, incluindo móveis, equipamentos de informática, telefones e carros. Graças ao Passport Asset, a empresa declara ter reduzido os custos do trabalho e ganhado maior visibilidade, assegurando que a contagem de inventário físico possa ser realizada rapidamente em todas as agências, sem perturbar funcionários ou clientes.

Devido ao tamanho da empresa, bem como a área geográfica em que suas filiais estão localizadas, o BLF acreditava que rastrear seu inventário de ativos seria um desafio. Para conduzir a contagem de \inventário, empregados das agências tiveram de localizar o número impresso em cada item de série e, manualmente, marca-los em uma lista impressa para, em seguida, enviar os resultados para um escritório central. Mas o processo era demorado e propenso a erros. Além disso, havia também o risco de os trabalhadores se ferirem enquanto moviam móveis pesados ou equipamentos eletrônicos para ler os números de série.

Elie Touma, da ASAP Systems
Em 2010, o banco instalou uma solução para os funcionários digitalizarem a etiqueta de código de barras de cada item, em vez de anotar números de série à mão. No entanto, o processo exigia que os trabalhadores primeiro identificassem cada código de barras, com frequência, puxando uma peça de mobiliário ou equipamento eletrônico a uma distância razoável da parede. "Percebemos que, com os códigos de barras, não poderíamos realizar inventários em tempo hábil", concluiu Gabriel Rizk, chefe de serviços gerais do BLF.

O banco procurou um método para a sua equipe conduzir contagens de estoque com mais facilidade e para a empresa ser capaz de ver um relatório em tempo real em caso de discrepância, como um item em falta ou desaparecido.

O maior desafio enfrentado pelo BLF na identificação de uma solução adequada, segundo Rizk, foi encontrar um sistema que "realizasse um inventário físico rápido e preciso". A solução necessária para permitir que a equipe de gerenciamento de ativos realizasse um inventário em um único dia, observa, não poderia perturbar o pessoal do banco ou os clientes.

Em setembro de 2011, o banco instalou a solução Passport Asset, com leitores portáteis da Motorola Solutions, modelo MC9090-G, para cada agência, aplicando etiquetas Smartrac (UPM RFID) ShortDipole com chips impinj.com. Impinj Monza. O software da Passport Asset gerencia os dados coletados das tags e faz o gerenciamento de inventário.