Notas do Editor

RFID no varejo está virando notícia em outras mídias

Forbes, CNN e muitos jornais e revistas de negócios estão cobrindo as implantações nas lojas da Macy’s e JC Penney: a grande mídia já enxergou o valor da tecnologia

Por Mark Roberti

23 de julho de 2012 - Há um ensaio filosófico que pergunta: "se uma árvore cai numa floresta e ninguém está por perto para ouvir, será que faz algum barulho?" Da mesma forma, muitos na indústria de identificação por radiofrequência perguntam: "se um varejista implanta RFID e percebe uma série de benefícios, mas ninguém sabe disso, houve alguma mudança?"

Eu não sei a resposta à segunda questão (a primeira resposta, você pode ser surpreendido ao ouvir, é "não"), mas eu sei que os empresários de fora do RFID Journal já estão começando a ouvir sobre os benefícios do RFID no varejo. Recentemente, a Forbes publicou um artigo intitulado "Macy's ganha com technologia".

O artigo da Forbes discute o uso de RFID na loja da Macy's na Herald Square, em Nova York, que está recebendo um investimento para renovação de US$ 400 milhões: "[O RFID] estará instalado e funcionando quando o novo departamento de sapatos, com 63 mil metros quadrados, for inaugurado na loja da Macy’s Herald Square... A primeira fase será em agosto de 2012 com 300.000 pares de sapatos. O RFID vai tornar muito mais fácil controlar uma quantidade tão grande de itens e, sobretudo, tornar possível atender o cliente de modo mais rápido e eficiente".

O artigo explica que depois dos sapatos, a Macy`s planeja marcar itens básicos que sempre exigem reposição, ao contrário de artigos de moda que são vendidos e nunca repostos: "Cerca de um terço do estoque de reposição pleno da Macy’s estará com RFID", diz o texto. "Como resultado, a mercadoria vai subir dos estoques e deixar os clientes mais felizes. Por exemplo, na área de venda de tênis, o inventário será monitorado pela largura, tamanho e cor e, eventualmente, camisas pólo serão monitoradas por cor e tamanho. O custo da tecnologia RFID e das tags sobre cada peça de roupa caíram drasticamente, tornando possível para a Macy’s dar este primeiro passo".

A Forbes acrescenta que "um segundo passo irá permitir que os vendedores possam melhorar o seu serviço ao cliente por encontrar a mercadoria desejada em outras lojas da Macy’s e tê-la enviada diretamente para a casa do cliente. Isso se encaixa com a estratégia Macy’s omnichannel que integra lojas, internet e dispositivos móveis em uma experiência de compra perfeita. Até o final deste ano, a meta é capacitar os vendedores a vender qualquer produto que possa estar fora de estoque, seja localmente ou nos centros de atendimento, pela elaboração de inventários de lojas em todo o país".

O RFID Journal já cobriu a implantação (leia em Macy's começará etiquetagem por itens em 850 lojas). Mas é ótimo ver a história sendo discutida na imprensa de negócios, porque isso vai incentivar os varejistas a explorar os benefícios do RFID.