Notas do Editor

Brasil: líder global em RFID e IoT também

O país está posicionado numa parte excelente do globo, com clima estável que favorece a agricultura; mas estamos desenvolvendo tecnologias de ponta também

Por Edson Perin

16 de março de 2018 - Num fim de semana de janeiro, fui a Angra dos Reis (RJ) para conhecer pessoalmente o capitão amador Ricardo Lepreri, 75 anos, velejador que construiu pelo menos dois dos cinco barcos que aluga no Bracuhy. Além de tecnologias avançadas, identificação por radiofrequência (RFID), Internet das Coisas (IoT, do inglês, Internet of Things) e negócios, também me interesso por praticar esportes e, especialmente, por estudar navegação e velejar.

Na ocasião, Ricardo me disse que viajou durante cinco anos pelas Américas com sua esposa, num de seus veleiros, a maior parte do tempo pelo Caribe. Depois, pensou em morar na França, quando ela engravidou. Ele nasceu naquele país europeu, embora tenha sido criado desde criança no Brasil. "A França é maravilhosa: tudo funciona", disse Ricardo. "Mas aquela temperatura de inverno me mata", completou, para declarar que o clima do Brasil é o melhor do mundo. Eu argumentei: "Nem só o clima é bom por aqui!".

Conversamos muito sobre os problemas brasileiros atuais, enquanto tomávamos água na varanda de sua linda casa; comentamos a respeito dos escândalos recentes; e concluímos que o Brasil, apesar de tudo, é um país excelente para se morar; que vale a pena lutar por esta terra; e que as coisas tendem a melhorar depois da faxina geral que a Lava Jato e outras investigações em andamento estão dando.

Quando disse a ele que há empresas brasileiras desenvolvendo tecnologias de ponta, como RFID e Internet das Coisas, ele não se conteve: "Está vendo: é só deixar os brasileiros trabalharem que o Brasil produz de tudo". Na hora de ir embora, presenteei o Ricardo com meu livro TI para Negócios autografado. Dentista aposentado, ele se emocionou e me disse que leria para entender como implantar tecnologias de negócios em sua empresa de charter de barcos.

O Brasil é rico em natureza e em pessoas. Sua agricultura floresce com o clima bom o ano todo. Temos uma cultura equilibrada e um grande talento para nos reunir em grupos, conversar e trocar ideias. O que falta, talvez, seja um pouco de espírito de coletividade, saber pegar nas mãos dos amigos e defender causas comuns, sem medo, e com disposição para o que der e vier.

Sinto que este espírito de coletividade está vivo na ABRFID, a associação que reúne as empresas do setor, para a qual tenho dedicado voluntariamente um pouco do meu escasso tempo. O objetivo é fortalecer as empresas e atrair o interesse das autoridades sérias de Brasília e do país – e há, o que causa espanto em muitos – para as demandas dessas empresas e para as oportunidades que podem produzir no país e fora dele.

Exercendo meu papel de jornalista, como editor do RFID Journal Brasil, irei aos Estados Unidos no mês que vem para participar do mais importante evento anual do RFID Journal Internacional e também dos setores globais de RFID e IoT: o RFID Journal LIVE! 2018, de 10 a 12 de abril, em Orlando. Na ocasião, falarei sobre o cenário de RFID e IoT no Brasil, o que deve atrair o interesse de investidores e futuros clientes das soluções criadas aqui em nosso "pedaço de chão".

Saiba mais sobre a minha palestra, clicando aqui, e colabore com cases e informações relacionadas ao tema.

Quanto mais soluções inovadoras apresentarmos, melhor será para os participantes da sessão compreenderem as oportunidades oferecidas pelo Brasil.

Edson Perin é editor do RFID Journal Brasil e fundador da Netpress Editora.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »