Notas do Editor

Varejo está perto do ponto de inflexão?

Os dados apresentados na semana passada no evento RFID in Retail and Apparel, em Nova York, sugerem que a adoção da tecnologia está se acelerando rapidamente

Por Mark Roberti

4 de outubro de 2017 - Ficou claro nos últimos anos que o varejo de vestuário será o primeiro mercado a adotar a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) em grande escala. O vestuário é amigável à RF (ondas de rádio), e cada item vem em uma variedade de cores e tamanhos, tornando difícil administrar o inventário efetivamente. A grande questão foi sobre quando o setor alcançará o ponto de inflexão. A resposta: quando praticamente todos os fabricantes de vestuário etiquetarem todos os itens que produzem, e todos os varejistas começarem a usar as tags para gerenciar melhor seu inventário e ativar sua estratégia omnichannel.

Os dados apresentados no evento da semana passada em Nova York, o RFID in Retail and Apparel 2017, sugerem que a adoção da RFID está acelerando rapidamente. O Dr. Bill Hardgrave, reitor da Escola de Negócios de Harbert da Universidade de Auburn, apresentou um slide que indica o que os principais varejistas estão fazendo com RFID: 50% estão agora em algum estágio de implantação, aproximadamente um terço está no estágio de prova de conceito e 15% são pilotos. Houve uma diminuição de 9% no número de pilotos da tecnologia e um aumento de 71% no número que implantou a RFID de alguma forma, indicando que a indústria está se movendo do piloto para a adoção.

Hardgrave acrescentou que houve um aumento de 39% no número de varejistas fazendo algo com RFID em 2017, comparando com 2016. Isso levou a um aumento de 29% no número de varejistas de vestuário que lançam provas de conceito. "Houve um enorme salto neste ano no número de varejistas que estão implantando", afirmou, "em relação ao ano passado". Pesquisas de mercado indicam que cerca de 8,5 bilhões de tags RFID passivas UHF serão usadas em itens de vestuário neste ano, mas isso ainda é apenas uma fração do número total de itens de vestuário vendidos a cada ano.

Eu falei com vários outros expositores que disseram que estão vendo um aumento significativo na adoção. Existem vários grandes pedidos de proposta dos revendedores. Eu também falei de marcas bem conhecidas (que eu não posso nomear), que disseram que estão analisando a tecnologia globalmente.

Mostrei um slide no evento (acima) mostrando o ciclo de vida da adoção da tecnologia, de acordo com Geoffrey Moore, autor de Crossing the Chasm. Moore escreveu que as novas tecnologias são adotadas inicialmente por visionários, mas que o mercado cai porque há um "abismo" entre os visionários e a maioria das empresas, que relutam em apostar em novas tecnologias. As empresas então começam a adotá-la em uma indústria específica com benefícios claros. Uma vez que a adoção nesse setor atinge um ponto de inflexão, a tecnologia decola e todo mundo passa a usá-la.

Sempre mostro o slide para argumentar que a adoção nos próximos cinco anos não será no mesmo ritmo dos últimos cinco anos. Em algum momento, a RFID irá decolar e todos os varejistas serão forçados a usá-la. Eu encorajo as empresas a aprender agora e a se preparar, porque a RFID está claramente se aproximando desse ponto de inflexão, e é melhor surfar a onda de adoção do que ser esmagado por ela.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »