Notas do Editor

Etiquetagem de roupas caminha para a origem

Mais fornecedores de etiquetas para marcas de vestuário estão indo ao RFID Journal LIVE!, sinalizando que a etiquetagem está se movendo para trás na cadeia de abastecimento

Por Mark Roberti

20 de abril de 2016 - Pouco depois de ter lançado o RFID Journal em março de 2002, notei um número crescente de pessoas com endereços de e-mail militar dos EUA se inscrevendo para os nossos boletins e comprando associação premium. Achei um pouco estranho no início, e depois o U.S. Department of Defense anunciou que estava se juntando ao MIT Auto ID Center (agora MIT Auto-ID Labs), e que planejava usar a tecnologia de identificação por radiofrequência para rastrear mercadorias em toda a sua cadeia de fornecimento.

Aprendi desde cedo que o nosso banco de dados é um indicador precoce de tendências na indústria de RFID, e prestei muita atenção no que ele diz desde então. Recentemente, tenho notado um crescente número de empresas que fornecem rótulos para fabricantes de vestuário se inscrevendo para os nossos boletins e para o RFID Journal LIVE! 2016.

"E daí?", você pode perguntar. Bem, sempre foi claro que a RFID não pode atingir a adoção em massa, a menos que os bens sejam etiquetados na origem. Algumas empresas de vestuário que executam pilotos fizeram etiquetagem RFID em seus centros de distribuição, a fim de obter bens com tags nas lojas. Isto é caro, demorado e não é viável em grande escala.

Tem havido alguma resistência entre os fornecedores de bens, porque viram a RFID como um custo adicional para fazer negócios. Alguns têm aproveitado os benefícios internamente, mas isso está começando a mudar. O fato de que mais empresas de etiquetas estão entrando no banco de dados do RFID Journal e indo ao LIVE! sugere que mais empresas de vestuário estão pedindo-lhes para fornecer etiquetas de vestuário com RFID já incorporadas.

Isso, para mim, é um sinal de que a adoção está ganhando impulso e um ponto de inflexão está à vista. Quando suficientes varejistas estiverem usando RFID, vai fazer sentido para os fabricantes de vestuário colocar tags em tudo. O interesse das empresas de etiquetas em aprender sobre RFID sugere que esse ponto está se aproximando. E quando os maiores fabricantes de vestuário usarem tags em tudo, fará sentido para mais lojas usarem RFID, uma vez que já estará em muitos dos itens que estão recebendo.

Eu acredito no fato de o varejo ser o primeiro setor a alcançar a adoção em massa, mas acho que outras áreas seguirão rapidamente. Isto porque o sucesso no varejo será um sinal para a mídia de negócios, consultores e, eventualmente, empresários que a tecnologia amadureceu e está pronta para uso em muitos outros setores.

Preparem-se, porque é apenas uma questão de tempo para a RFID pegar de vez.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »