Notas do Editor

RFID fará edifícios inteligentes

Sensores de baixo custo e sem bateria podem ser incorporados a construções para fornecer feedback sobre o estado de suas estruturas

Por Mark Roberti

17 de fevereiro de 2016 - Quando meu filho pretendia estudar engenharia na Worcester Polytechnic Institute, nas redondezas de Boston, sugeri que ele observasse as áreas que, provavelmente, tornar-se-iam mais importantes durante a sua vida e, portanto, oferecessem oportunidades de carreira melhores. Um exemplo que dei a ele foram os edifícios inteligentes.

Os prédios foram ficando mais inteligentes em termos de eficiência energética. Há edifícios que podem usar a sua própria energia através de painéis solares e água para banheiros através de sistemas de coleta de águas pluviais. Mas quando se trata dos próprios edifícios, eles permanecem tão bobos como nunca.

Isto provavelmente vai começar a mudar, embora lentamente. No ano passado, na conferência e exposição RFID Journal LIVE!, a Smartrac introduziu uma tag RFID UHF com sensor passivo que pode detectar a presença de umidade. O dispositivo é barato e sem bateria, não requer qualquer manutenção e, por isso, pode ser colocado em paredes permanentemente. Por um pequeno custo adicional, um proprietário pode agora ter um sistema precoce de detecção de rachaduras e identificar um vazamento.

Também no LIVE! do ano passado, a Phase IV Engineering introduziu um sensor de deformação que pode detectar a pressão sobre os vergalhões embutidos no concreto. Estes sensores estão sendo incorporados no túnel de trens rápidos de Seattle para ajudar a monitorar a integridade estrutural durante a construção. Estes sensores usam baterias, o que lhes permite leituras e armazenamento de dados coletados ao longo do tempo, mas também podem trabalhar sem baterias. Então, muito tempo depois de as pilhas morrerem, os funcionários podem ler as tags e verificar o nível de pressão sobre o vergalhão no interior das paredes do túnel.

É provável que os edifícios em zonas sísmicas um dia sejam equipados com sensores de tensão. Dessa forma, no caso de um tremor, os engenheiros podem rapidamente e com segurança reunir informações sobre a integridade estrutural de um edifício.