Notas do Editor

Uma solução integrada para varejo

Quando os fornecedores de tecnologia criarem uma solução RFID integrada, fácil de usar e escalável, os varejistas vão adotá-la em grande quantidade

Por Mark Roberti

11 de fevereiro de 2016 - Eu tenho escrito há anos que os fornecedores de tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) devem desenvolver produtos integrados que resolvam os problemas de negócios. Existem soluções mais integradas no mercado hoje, especialmente na área da saúde, mas a maioria das empresas de RFID ainda vendem etiquetas ou leitores ou software.

Eu acredito que, se houvesse uma solução integrada, fácil de implementar e escalável para lojas, algo semelhante ao iPod, da Apple, veríamos todas as redes de varejo adotando a tecnologia muito rapidamente. Isso me fez pensar sobre o que uma solução deste tipo deveria ter.

Envolveria leitores de relativamente baixo custo e fáceis de instalar. Lojas poderiam instalar as antenas do leitor apenas ligando-as na tomada, sem calibração ou ajustes. Isso envolveria etiquetas que podem ser lidas mesmo quando em grande quantidade. E isso implicaria em software para gerenciar inventário em tempo real, com base no conhecimento de que um determinado produto está numa determinada área da loja.

Os fornecedores de soluções RFID estão, creio eu, conscientes da necessidade de tornar os sistemas mais fáceis de implantar e mais escaláveis. Eles estão investindo em pesquisa e desenvolvimento para melhorar tags, leitores e software. Mas eu não tenho certeza se alguma companhia está adotando uma abordagem holística ou trabalha com os parceiros desta maneira.

Em geral, requer parcerias para construir uma solução integrada. No início de 1980, a Apple criou um computador com as suas próprias aplicações e sistema operacional, bem como algumas aplicações de terceiros. A Microsoft, por outro lado, trabalhou muito estreitamente com a IBM e Intel para criar um produto inteiro que poderia competir com a Apple. E a Microsoft fez parceria com fabricantes de hardware para ter o seu sistema operacional e muitas vezes os aplicativos do Office pré-instalados em computadores para que os clientes pudessem comprar um produto inteiro.

Provedores de tags e leitores trabalham juntos, mas não vejo o mesmo tipo de relações de desenvolvimento próximas em RFID. Será que os leitores, por exemplo, seriam diferentes se as tags tivessem novas capacidades? Eu não sei a resposta, mas parece-me que os esforços de desenvolvimento são muitas vezes realizados de forma isolada. Uma empresa adiciona capacidades aos seus leitores sem muito conhecimento ou mesmo interesse nas empresas de tags.

Eu acho que uma solução completa deve ser criada, porque o mercado exige. Etiquetas vão continuar melhorando, assim como leitores e software. Os preços vão descer com aumento dos volumes e a comunidade de fornecedores acabará criando algo que é relativamente fácil de instalar e escalável. A primeira empresa que criar um iPod como solução isoladamente ou em parceria será abraçada pelos varejistas.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »