Notas do Editor

Como cheguei às previsões de 2015

A indústria de RFID tem feito progressos, mas não como eu esperava

Por Mark Roberti

8 de janeiro de 2016 - Nas minhas primeiras colunas de novo ano, costumo mencionar o que espero que aconteça na indústria de identificação por radiofrequência (RFID). Gostaria de começar este ano, no entanto, com um olhar para trás, nas minhas últimas previsões. Na próxima semana, vou compartilhar meus pensamentos sobre 2016.

Previsão 1: varejistas de vestuário continuarão a adotar RFID.
Esta não era uma previsão ousada. A maioria dos varejistas entenderam o valor da tecnologia, por isso, era inevitável que nós veríamos maior adoção neste setor. A Kohl's e outros varejistas anunciaram implantações de grande porte.

Previsão 2: Uma grande rede de varejo adotaria RFID.
Isto provou ser verdade. A Decathlon, varejista internacional de artigos esportivos, lançou a tecnologia. Mas estou desapontado por não ver outras empresas de fora do varejo de vestuário anunciando implantações, mas muitos pilotos estão em andamento.

Previsão 3: O interesse em RFID vai se expandir em todos os setores, impulsionado por notícias de grandes implantações de varejo.
Eu não posso dizer que vimos mais implantações fora do setor de varejo do que em anos anteriores, mas acredito que tem havido uma crescente consciência de RFID e um interesse crescente fora do varejo. Eu vejo isso em nosso tráfego web e inscrições para newsletter.

Previsão 4: A expansão contínua na Airbus, que irá conduzir a adoção no setor aéreo.
Mais uma vez, não posso apontar implementações específicas ou números concretos sobre a adoção, mas vejo um aumento no número de assinantes dos setores de companhias aéreas e aeroespaciais. Vi também um maior interesse da International Air Transport Association no evento RFID & Paperless Aircraft Technical Operations Conference.

Previsão 5: A consolidação na indústria de RFID continuará.
Este foi o caso da Zebra Technologies na compra da divisão RFID da empresa Motorola Solutions, da SML adquirindo a Xterprise, e de algumas empresas menores.