Notas do Editor

RFID ganha reputação positiva

Um segmento do Good Morning America sobre a loja Wonderland da Target em Manhattan retrata a tecnologia em termos elogiosos

Por Mark Roberti

22 de dezembro de 2015 - Nos primeiros dias da identificação por radiofrequência (2003 e 2004), a imprensa de negócios dominante apresentava a RFID de forma sensacionalista como a tecnologia que iria matar o código de barras e permitir ao inventário falar. Eu escrevi muitas colunas naquela época (quando jovem e não tinha cabelos grisalhos), matando as expectativas e dizendo que, apesar de ser a RFID uma ferramenta muito poderosa, ela não substituiria os códigos de barras e não seria uma tecnologia simples de implantar.

Então, em 2008, a RFID caiu no abismo. A imprensa de negócios foi híper-negativa sobre a tecnologia. Esta não funciona em torno da água e metal. As taxas de leitura são de apenas 60%. É muito cara, muito complexa e assim por diante. Escrevi um monte de colunas em torno do assunto dizendo que enquanto a tecnologia não fosse plug-and-play, esta não funcionaria e nem poderia entregar valor a muitas empresas. Felizmente, muitas empresas ouviram e implantaram soluções de sucesso.

Agora, há muitas implantações bem sucedidas, particularmente em vestuário e lojas de departamento, que a grande mídia está falando positivamente sobre RFID novamente. Eu quase caí da cadeira, na verdade, quando vi o a segment on Good Morning America (GMA) falando sobre a loja Wonderland da Target, em Manhattan. A iniciativa é chamada de pop-up porque se encerrará em 22 de dezembro, amanhã.

"Em vez de um carrinho de compras, os clientes andam com chaves RFID que permitem que você toque o que quer comprar e transmita a decisão automaticamente para um carrinho de compras digital", explicou um porta-voz.

Jeff Jones, vice-presidente executivo e diretor de marketing da rede Target, apareceu diante da câmera, dizendo: "Espero que quando você entrar em uma loja Target no futuro seja tão inspirado para fazer compras e que possa ser tão fácil como um simples toque".

A Wonderland tem um monte de coisas legais, incluindo um gigante jogo de vídeo interativo que utilizam a tecnologia de captura de movimento, mas a RFID recebe a maior parte da atenção do GMA (assim como em artigos on-line) da Target Wonderland. O GMA entrevistou Ashley Lutz, editor da Business Insider, para a história. Lutz disse que a "tecnologia RFID irá definitivamente decolar. Os varejistas vão usar isso para tornar a experiência de compras mais conveniente". Rebecca Garvison mencionou RFID de modo positivo.

Para aqueles que são novos na indústria de RFID, isso pode não parecer um grande negócio, mas, há alguns anos, todos os artigos sobre a tecnologia eram negativos e muitas empresas de RFID estavam tentando se atrelar à Internet das Coisas, a fim de evitar as conotações negativas. A maré finalmente virou, como eu previ que seria, e a RFID é agora vista como uma tecnologia que pode agregar valor.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »