Notas do Editor

O que poderia retardar a adoção de RFID?

Apesar dos avanços da tecnologia nos últimos cinco anos e do número crescente de empresas que usam RFID, há questões que podem inibir a utilização em larga escala

Por Mark Roberti

6 de novembro de 2015 - Nas últimas semanas, tenho escrito sobre os sinais de que a adoção de tecnologias de identificação por radiofrequência (RFID) está pegando. Embora eu acredite que uso em larga escala da tecnologia é inevitável, existem fatores que estão inibindo a adoção e, se não tratados, podem atrasar o ponto de inflexão.

Em primeiro lugar, deixe-me dizer que em termos de custos, o preço da tag não é um problema. Já não me fazem essa pergunta muitas vezes ultimamente. Portanto, aqueles que estão investigando a RFID agora entendem que o foco deve estar no retorno sobre o investimento (ROI) e acreditam que o custo dos sistemas de RFID chegou a um ponto onde provavelmente irão alcançar tal retorno.

Então, o que poderia impedir a adoção acelerada? Número um é a complexidade de uma implantação de RFID. A tecnologia RFID passiva UHF tem melhorado muito nos últimos cinco anos, mas ainda não está plug-and-play. As empresas às vezes têm problemas com a leitura de etiquetas. Há questões relacionadas com a integração de dados de RFID com sistemas back-end. E as empresas muitas vezes têm que comprar tags, leitores e software de três fornecedores diferentes.

Dada a natureza das ondas de rádio, haverá sempre diferenças na maneira como os sistemas de RFID UHF passivos funcionam em ambientes diferentes. Isso é compreensível, mas os sistemas ainda precisam ser mais fáceis de implantar do que são hoje. A indústria precisa de mais ferramentas para ajudar as empresas a resolver rapidamente os problemas que surgem.

É provável que as empresas vão misturar hardware baseado no padrão EPC Gen 2, mas seria bom se houvesse um software para tornar mais fácil de usar os dados extraídos dos sistemas RFID. Alguns provedores de hardware, como Impinj, Mojix, Smartrac e Zebra Technologies, desenvolveram software para tornar as implantações mais fáceis.

Outra questão é o comportamento dos provedores de soluções RFID. Algumas empresas agem como se estivessem em modo stealth, mantendo implantações bem-sucedidas em segredo, escondendo os usuários finais que poderiam ensinar sobre a tecnologia e a solução, quando deveriam estar ativamente tentando colocar esses clientes na frente de tantos outros potenciais clientes quanto possível. Eles também mantêm seus produtos em grande parte escondidos da vista. Claro, vão colocar um release de imprensa que anuncia um novo produto e promovê-lo em seu site, mas fazem pouco além disso. Como resultado, a maioria dos usuários finais não têm ideia de que as empresas oferecem as soluções que eles precisam, por isso, muitos desistem de implantar.

Eu acho que esses problemas serão resolvidos. O mercado está evoluindo e continuará a fazê-lo. As forças do mercado vão forçar fornecedores a simplificar produtos e torná-los mais fáceis de implantar e, como o mercado cresce, terão mais recursos para promover novos produtos.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »