Notas do Editor

RFID não é apenas para grandes empresas

As pequenas empresas, tais como a oficina de relógios Stoll & Co., podem tirar proveito da tecnologia de identificação por radiofrequência

Por Mark Roberti

21 de julho de 2015 - A identificação por radiofrequência (RFID) tem sido vista como uma tecnologia para grandes fabricantes, varejistas, empresas de transportes e assim por diante. Isso era verdade, porque as grandes empresas normalmente tinham muito mais ativos ou produtos para acompanhar e porque tinham os recursos para implantar um sistema de RFID e superar quaisquer desafios que pudessem surgir. Empresas menores, com menos recursos, acreditavam que os riscos de implantação podiam ser muito grandes.

Isso começou a mudar. Um exemplo é a Stoll & Co., uma pequena oficina de relógios com 62 funcionários, nos Estados Unidos, e que conserta 120.000 relógios anualmente. A empresa estava indo bem, mas lutando para oferecer serviços com rapidez aos clientes (principalmente varejistas e fabricantes de relógios) de todo o mundo, sendo gerida por processos manuais.

Claro que 120.000 relógios podem não parecer um número enorme, se você tiver em mente um Walmart ou uma Airbus, mas cada relógio pode passar por até 15 pessoas diferentes, quando desmontado, limpo, reparado, lubrificado, testado e remontado. Não era incomum haver extravios de relógios enquanto se moviam de uma mesa para a próxima. Se isso acontecia, os trabalhadores tinham de parar e checar um grande número de relógios individualmente para encontrar o sumido.

Para resolver estes desafios, a Stoll implantou uma solução RFID passiva UHF, fornecida pela CDO Technologies, para rastrear relógios. Desde então, a empresa integrou a tecnologia RFID em seu processo de envio e acrescentou um aplicativo de processamento em lote, em novembro de 2014, que pode atualizar os status de 50 a 60 relógios simultaneamente. A fase seguinte do projeto RFID transformou o negócio da empresa, de acordo com o CEO Ron Stoll, tornando-o mais rentável e seus funcionários mais produtivos. Além disso, observa ele, a capacidade de identificar rapidamente a localização de cada relógio ajuda no atendimento aos clientes.

Acredito que nós vamos ver mais soluções como esta. A RFID está amadurecendo rapidamente e, como grandes varejistas e fabricantes implantam soluções que usam milhões de tags e centenas de leitores, os custos de hardware continuarão a cair. Ao mesmo tempo, o software vai se tornar mais sofisticado e integradores de sistemas se tornarão adeptos a implantação de soluções de forma rápida e eficaz.

Eu sempre acreditei que a RFID era uma tecnologia que tem ampla aplicação em setores, regiões e empresas de diferentes tamanhos. Se você pensa que a sua empresa é pequena demais para investir em um sistema de RFID, talvez seja a hora de analisar a tecnologia novamente.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »