Notas do Editor

Varejistas podem economizar US$ 42 bi por ano

Estudo mostra que varejistas perdem US$ 128 bi por ano, no mundo, devido a perdas por furto, fraude e erros administrativos; a RFID poderia reduzir este valor

Por Mark Roberti

11 de novembro de 2014 - Nos últimos 13 anos, a Checkpoint Systems tem patrocinado um estudo sobre furto no varejo, intitulado "Global Retail Theft Barometer". Enquanto as perdas caíram de 1,36%, em 2012, para 1,29% das vendas de janeiro a dezembro de 2013, o fenômeno ainda foi responsável por US$ 128 bilhões em prejuízo para os varejistas de todo o mundo. A RFID pode reduzir esse valor em até 40%.

Antes de eu entrar em como a RFID poderia fazer isto, deixe-me falar um pouco do cenário. A perda é definida pela diferença entre a receita pretendida por um varejista e o montante realmente recebido. A conta leva em consideração furtos ou roubos, fraudes de fornecedores e erros administrativos. O estudo Global Retail Theft Barometer tem sido um indicador de valor inestimável sobre este problema.

O estudo foi conduzido em 24 países de toda a América do Norte, América Latina, Europa e região Ásia-Pacífico, abrangendo supermercados, postos de gasolina, lojas de conveniência, clubes atacadistas e farmácias, bem como lojas de departamento, de decoração, desconto, joalherias, esportes, alimentos para animais, brinquedos, vestuário e outras. A Smart Cube, uma empresa de pesquisa, realizou o levantamento online com os gestores de prevenção de perdas para obter insights sobre o tipo de ocorrência que verificaram. Entrevistas em profundidade foram feitas com alguns dos contatados, assim como especialistas de varejo, para obter informações qualitativas aos desafios enfrentados.

A taxa de perdas foi maior na América do Norte, onde os varejistas perderam, em média, 1,48% das vendas. Na América Latina, a taxa foi de 1,41%, seguida de 1,28% na Ásia-Pacífico e 1,13% na Europa. O México superou todos os países com uma taxa de 1,7%, seguido pela China (1,53%) e Estados Unidos (1,48%). Noruega (0,83%), Japão (0,97%) e Reino Unido (0,97%) tiveram as taxas mais baixas.

A tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) não pode eliminar as perdas totalmente (nenhuma tecnologia pode), mas certamente pode ajudar a reduzir. A American Apparel conseguiu, após a implantação de RFID em todos os itens dentro de suas lojas, que as perdas internas caíssem para uma média de 55%. Em algumas lojas, a queda chegou a 75%. O ex-CIO Stacey Shulman atribuiu essa queda à redução de erros de processo, bem como a uma mudança na cultura da American Apparel. Ao rastrear cada item, a American Apparel avisa aos empregados o valor de cada item, assim, se tornam menos propensos a tomar alguma coisa sem pagar por ela.