Notas do Editor

A indústria de RFID está pronta para o crescimento?

Há duas questões importantes que precisam ser abordadas, quando a tecnologia entrar para o chamado "mainstream"

Por Mark Roberti

10 de junho de 2014 - Os provedores de soluções de identificação por radiofrequência (RFID) têm feito um bom trabalho durante os últimos anos, desenvolvendo produtos para atender necessidades específicas dos usuários finais. Precisa de uma tag para rastrear guinchos de metal? Agora existe. À procura de um leitor que pode caber em seu bolso e ligar para o seu celular via Bluetooth? Nós temos isso. Quer software que pode gerenciar quase todos os aspectos de suas operações de loja em tempo real? Sem problemas.

O grande arranjo de produtos disponíveis mostra que, quando os usuários finais percebem que a RFID pode resolver alguns se seus problemas de negócios, o ciclo de vendas e implantação encolhe (o RFID Journal tem dados que apontam que isso já está começando a acontecer) e a adoção entra a todo vapor. Mas eu suspeito que a indústria de RFID não está completamente pronta para o crescimento que está por vir.

Digo isso porque as pessoas tendem a ficar surpresas quando uma tecnologia emergente sai de uma fase de crescimento lento para o hiper-crescimento. As vendas de computadores pessoais, por exemplo, cresceram de pouco mais de 17 milhões de unidades nos primeiros 10 anos de sua existência para quase 194 milhões de unidades ao longo da década seguinte. Isso significa que fabricantes de tags e de leitores terão de investir pesadamente em capacidade de produção. Alguns estão fazendo isso agora na expectativa de crescimento futuros. Outros não.

O maior obstáculo para a adoção, na minha opinião, é a falta de provedores de soluções que podem implantar sistemas de RFID com sucesso. Quando você olha para a paisagem RFID, vê um monte de empresas que produzem etiquetas e rótulos, assim como leitores de muitos fatores e formas. Existem algumas empresas que produzem software, mas existem muito poucos que realmente podem implantar os sistemas. De fato, algumas empresas de hardware e de software começaram a implantação de sistemas próprios simplesmente para atender à demanda por seus produtos.

A boa notícia é que há jovens engenheiros saindo das universidades em todo o mundo que foram aprendendo sobre identificação por radiofrequência. Muitos desses alunos passaram um tempo trabalhando em laboratórios na University of Parma, na Itália, Bremen University, na Alemanha, na University of Arkansas, nos EUA, (cujo laboratório mudou-se para o Alabama, na Auburn University, na Fudan University, na China, e outras grandes instituições. Muitos têm trabalhado em implantações reais em empresas usuárias finais, como parte de sua educação.

Mas como é que as empresas podem saber que tem a formação e experiência para implantar o seu sistema? Tenho trabalhado com um grupo de profissionais da indústria de RFID nos últimos dois anos para configurar o International RFID Institute, destinado a desenvolver exames de certificação que permitam às empresas contratar pessoas que tenham demonstrado um certo nível de conhecimento. O primeiro exame foi oferecido no RFID Journal LIVE! 2014, em abril. Um total de 41 pessoas de 13 países fizeram o teste. Também está se expandindo o banco de perguntas. O Instituto pretende oferecer outro exame em conjunto com o RFID Journal LIVE! Europe, em 23 de outubro, em Londres, e está buscando parceiros para entregar testes durante todo o ano.

O International RFID Institute necessita de ajuda para que mais especialistas no assunto criem e revisem perguntas e grandes empresas de RFID que forneçam assistência financeira para desenvolver exames mais avançados. Será crucial ter treinamento para implantadores de tecnologia, quando a demanda por sistemas RFID aumentar. Então, eu encorajo todos na indústria para apoiar a organização.

Existem desafios para os prestadores de RFID durante o período de lento crescimento de adoção de tecnologia. Mas também há desafios durante o hiper-crescimento. O tempo para começar a tratar o último é agora.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »