Notas do Editor

Informações perfeitas em nossas vidas

RFID combinada com outras tecnologias oferecerão às empresas a capacidade de controlar e gerenciar tudo, mas o que isso significa?

Por Mark Roberti

16 de abril de 2013 - Durante as últimas semanas, como tenho estudado bastante a impressionante variedade de novos produtos que serão introduzidos no RFID Journal LIVE! 2013, a nossa 11ª conferência anual e exposição, a ser realizada em Orlando, na Flórida, de 30 de abril a 2 de maio, tenho feito duas grandes perguntas: podem as soluções de identificação por radiofrequência entregar informação perfeita sobre localização das coisas, trabalhos em processo, produtos acabados, peças, ferramentas, veículos, itens de transporte retornáveis e outros bens? E, se for, o que isso significa para as empresas?

Alguns anos atrás, eu teria dito que RFID nunca iria entregar informação perfeita. Hoje, eu não tenho tanta certeza. Temos visto grandes melhorias em todos os tipos de sistemas de RFID. Alguns anos atrás, tags passivas UHF não poderiam ser lidas perto metal. Hoje, temos tags que podem ser impressas e presas em metal. Também estamos vendo inovações que saem dos laboratórios de pesquisa, tais como etiquetas que podem usar o metal de uma lata como antena.

Realmente não importa se a RFID pode fornecer informação perfeita, porque será combinada com outras tecnologias, tais como sistemas de visão e outros sofisticados para análise preditiva e, juntos, fornecerão dados quase perfeitos. E eu acredito que vamos ver isto acontecer ainda durante nossas vidas.

Eu falei com muitos CEOs nos últimos anos que disseram que querem ser capazes de apertar um botão e saber onde tudo está localizado dentro do seu armazém ou loja. Podia ser impossível, mas agora eu acredito que será possível dentro de cinco a 10 anos. A questão é: o que isso significa para as empresas?

Eu acredito que vai tornar as empresas mais bem administradas. Boa tecnologia é sempre mais poderosa nas mãos de um operador qualificado. Um monte de músicos comprou guitarras elétricas em 1950. Para a maior parte, a inovação da moda apenas lhes permitiu fazer música ruim em maior volume. Mas Chuck Berry elevou a guitarra elétrica e inventou uma nova forma de arte.

As empresas bem geridas têm grandes produtos, marketing eficaz e cadeias de abastecimento ineficientes (embora menos ineficientes). As empresas que estão bem gerenciadas vão encontrar maneiras de usar informação perfeita para reduzir custos e para alavancar a sua marca, serviço ao cliente e relacionamento com os clientes para aumentar as vendas.

As empresas mais fracas podem provavelmente melhorar as operações com a implantação de RFID, mas não serão capazes de executar bem, mesmo com informação perfeita. Elas vão perder terreno para as empresas mais bem administradas, mesmo que eles se tornem mais eficientes. Em outras palavras, as empresas mais bem administradas irão utilizar informação perfeita para produzir uma bela música, enquanto outras só vão tocar a música ruim mais alto.

Mark Roberti é fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »