Notas do Editor

Aprenda com os experts

Destaques do RFID Journal LIVE! Europa, realizado na semana passada em Oslo, mostram como a tecnologia pode oferecer benefícios em diversos aspectos

Por Mark Roberti

29 de outubro de 2012 - Várias sessões e apresentações foram realizadas no evento RFID Journal LIVE! Europe-Scandinavia, realizado de 24 a 25 de outubro, em Oslo, na Noruega. As sessões foram sobre implantações de identificação por radiofrequência (RFID) ocorridas no mundo real, em manufatura, varejo e outros setores. Alguns destaques serão apresentados em um relatório completo, incluindo as apresentações de vídeo da conferência, a ser publicado em 12 de novembro.

Carlo Nizam, responsável pela cadeia de valor e RFID da Airbus, disse aos participantes: "Você não pode melhorar o que não se pode medir [um processo], e você não pode gerenciar o que você não pode ver ou saber. O papel da RFID para a Airbus é melhorar a visibilidade, que é um pré-requisito para alcançar economia".

Kris Doane, consultor para da American Apparel, que substituiu a CIO Stacey Shulman, que não pode comparecer por motivos pessoais, disse que a tecnologia garantiu aos gestores da empresas capacidades para rapidamente determinar se existem problemas em lojas e, então, poder reagir rapidamente.

Doane mostrou uma tabela revelando que uma loja tinha 507 discrepâncias entre seus dados de RFID e as informações do sistema de inventário convencional, o que mostravam que um item existente poderia não estar listado no sistema de gestão da empresa (ERP), ou vice-versa. A tabela indica que as discrepâncias de inventário existiam em outras lojas também.

"Ao mesmo tempo em que começamos a implantar RFID, a companhia também iniciou a implantação de um sistema de vigilância eletrônica de artigos [electronic article surveillance ou EAS]", disse. "O que descobrimos foi que as lojas que tinham ambos os recursos, tanto RFID como EAS, reduziram os extravios de mercadorias em 25%, em comparação com as lojas que apenas utilizavam EAS".

A RFID por si só não pode garantir que um varejista irá aumentar suas vendas, alertou Doane os participantes. "Estamos falando, na verdade, sobre uma melhor gestão do inventário nas lojas, com mais precisão, e funcionários com maiores poderes para realizar o seu trabalho", explicou. "Quando estes trabalhadores estão equipados para fazer o seu trabalho, os resultados serão melhores".

Doane afirmou que a American Apparel "testemunhou uma elevação de vendas com o novo sistema", acrescentando: "nós não estamos dizendo que é diretamente por causa de RFID, mas certamente devido aos efeitos provocados pela RFID".

Uma das minhas apresentações favoritas foi a de Glyn Matthews, gerente de projetos de TI da Speedy Services, fornecedora britânica de aluguel de equipamentos e serviços de apoio à construção de infraestrutura em setores industriais. Os clientes da Speedy podem ter equipamentos entregues em seus locais de trabalho – graças a uma frota própria de 1.200 veículos – ou retirados em um de seus 320 depósitos em todo o país. Mas alguns de seus maiores clientes queriam um nível mais especializado de serviço: um depósito no local de trabalho, oferecendo horários flexíveis para acomodar os horários de suas equipes de trabalho.