RFID Estudos de Caso

Aeroporto de Las Vegas amplia sistema para controle de bagagens

O novo terminal do Aeroporto Internacional McCarran inclui uma solução RFID da Vanderlande com leitores e antenas da Motorola, para acompanhar a triagem de malas

Por Claire Swedberg

30 de agosto de 2012 - O novo Terminal 3 do McCarran International Airport, em Las Vegas, usado para voos domésticos e internacionais, foi inaugurado há poucos meses, já com um sistema RFID para rastrear as bagagens. A solução foi fornecida pela Vanderlande Industries, com software integrado ao sistema de gestão do aeroporto, da Technologies Alliant , para ampliar o sistema RFID existente, já em em uso no Terminal 1. O aeroporto também havia instalado uma solução de RFID para rastrear e gerenciar o roteamento de malas no Terminal 2, que foi fechado assim que o Terminal 3 começou a operar.

O novo sistema do terminal, que compreende 55 leitores RFID fixos, monitora os movimentos de bagagens que passam ao longo da instalação transportadora, o que inclui 73 desviadores de alta velocidade e 32 carrosséis. O Terminal 3 foi inaugurado em 27 de junho para partidas internacionais e em 31 de julho para as domésticas. O sistema de tratamento de bagagem gerencia os movimentos de cerca de 10 mil malas por dia, o que representa cerca de um terço do que é processado por todo o aeroporto, de acordo com Samuel Ingalls, diretor assistente de sistemas de informação do Aeroporto McCarran.

Samuel Ingalls, do aeroporto de Las Vegas
No checkin, um empregado da companhia aérea coloca uma etiqueta de bagagem para o aeroporto de destino impressa, com um código de barras. Além disso, esta etiqueta (tag) também tem embutido um chip RFID UHF, padrão EPC Gen 2, com um número de identificação único que relaciona a mala ao seu voo e destino, por meio do software da Vanderlande conhecido como VIBES.

A solução para gestão de bagagens do Terminal 3 inclui 16 máquinas de triagem alinhadas, que verificam cada volume em busca de explosivos antes de aprovar o seu encaminhamento para o voo correto. O sistema também vem com leitores RFID instalados, da Motorola Solutions, cada um com quatro antenas Motorola, de acordo com Ian Horrigan, gerente de projeto da Vanderlande Industries.

Quando uma mala é colocada no transportador, passa sob um leitor que interroga o identificador único do RFID e encaminha o número de identificação para o software de banco de dados residente no VIBES do aeroporto. O software fornece ao sistema de triagem três camadas de funcionalidades, diz Fred Marten, gerente de engenharia da Vanderlande Industries: o software gerencia os dados da bagagem, fornece controles localizados para o sistema de transporte de lógica programável (CLP), que indica a direção que o volume deve ser encaminhado, e gerencia os dados de leitura RFID.