RFID Estudos de Caso

Energia solar alimenta sistema de RFID da Rumo Logística

A empresa monitora 730 vagões de trens usados para o transporte de grãos e açúcar, do interior do Estado de São Paulo até o Porto de Santos

Por Edson Perin

20 de abril de 2012 - Para rastrear o deslocamento de toneladas de grãos e de açúcar a partir de cidades como Fernandópolis, no extremo Noroeste do Estado de São Paulo, até o Porto de Santos, a Rumo Logística, uma empresa do Grupo Cosan, decidiu utilizar uma solução baseada em tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) desenvolvida pela NEC Brasil.

Composições utilizadas pela Rumo Logística, do Grupo Cosan

O desafio da Rumo Logística era bastante grande, já que a empresa gostaria de ter o controle total sobre a circulação de seus trens de carga que circulam pela rede ferroviária da América Latina Logística (ALL) em todo o interior do Estado de São Paulo, sabendo a localização, o tipo de carga, a quantidade de produto e seu destino, com exatidão.

A Rumo Logística utiliza um sistema logístico multimodal para a exportação de açúcar e outros grão sólidos. As instalações da empresa no Porto de Santos (SP) foram incorporadas com a fusão dos terminais de açúcar da Cosan Portuária e do Teaçu Armazéns Gerais, em 2008, que contam com uma capacidade de embarque anual de mais de 12 milhões de toneladas de açúcar e outros grãos, além de capacidade de armazenagem estática de 550 mil toneladas para produtos a granel e ensacados. O terminal da Rumo é considerado a maior instalação portuária especializada no embarque de açúcar em todo o mundo.