RFID Estudos de Caso

Irrigação está sendo gerida por IoT

A Internet das Coisas já gerencia o controle de umidade do solo para plantações de arroz, milho e em uma variedade de culturas

Por Claire Swedberg

26 de março de 2018 - Nos últimos anos, empresas de tecnologia vêm desenvolvendo, testando e implantando uma variedade de inovações baseadas em Internet das Coisas (IoT) que aproveitam as redes de celular da AT&T para capturar e gerenciar dados sobre o que está acontecendo nos campos agrícolas. Os dados permitem não apenas respostas automatizadas, como a ativação da irrigação, mas também análises para ajudar agricultores a tornar as culturas mais eficientes, com maiores rendimentos e combatendo o desperdício de água.

A empresa de tecnologia de sensores de umidade do solo WaterBit, localizada em San Jose, Califórnia, ajuda os agricultores a entender e gerenciar a irrigação, enquanto um sistema de gestão de água da empresa de soluções agrícolas PrecisionKing fornece tecnologia para ajudar os produtores de arroz a gerenciar suas lavouras e reduzir o uso excessivo de água.

Mobeen Khan
A AT&T está fornecendo sua rede IoT para uso com tecnologia para ajudar as empresas a reduzir sua pegada de carbono. O sistema faz parte do plano de redução de carbono da empresa de telecomunicações, conhecido como 10x, pois visa a permitir economias de carbono para seus clientes que têm 10 vezes a área ocupada pelas operações da AT&T até 2025. Parte desse esforço está na agricultura inteligente, para a qual o uso da tecnologia da rede de celular da AT&T para encaminhar dados do campo, explica Mobeen Khan, vice-presidente de soluções de Internet of Things da empresa.

A AT&T oferece soluções de rede há várias décadas que permitem que dados de sensores ou outros dados baseados em máquinas sejam coletados remotamente. Agora, tem 38 milhões de dispositivos finais para se conectar a uma rede IoT, para rastreamento de frotas ou ativos, monitoramento de equipamentos e dispositivos de assistência médica.

"O segmento comum é uma rede segura", diz Khan, que consiste em um módulo global de identidade de assinante (SIM) para permitir a comunicação, um centro de controle da AT&T para gerenciar dados e o que são agora mais de 3.000 tipos de sensores certificados para uso na rede. A AT&T vende soluções completas para usuários finais, bem como tem parcerias com provedores de soluções.

No segmento rural, Khan diz que "a agricultura ao longo das décadas tem se tornado cada vez mais mecanizada". Para gerenciar o fluxo de dados vindos dos campos, acrescenta: "Os agricultores vêm até nós e trabalhamos com empresas de tecnologia para ajudar a fornecer a solução deles".