RFID Estudos de Caso

Solução reduz custos do hospital de Virgínia

Ao implantar os gabinetes com RFID, o LewisGale também conseguiu incorporar no sistema os fornecedores que eventualmente participam de procedimentos cirúrgicos. Cada fornecedor possui um distintivo de identificação vinculado ao indivíduo e empresa que representa. À medida que um fornecedor remove uniformes do dispensador, o sistema sabe que empresa e indivíduo foram responsáveis pela ação. Se o fornecedor deixar de devolver os itens sujos ao finalizar seu trabalho, o sistema detectará essa questão e a empresa responsável pode ser contatada.

A empresa que fornece os uniforme costura as tags RFID diretamente em cada item, diz Likens, para que cheguem ao hospital já prontas para uso com o sistema. O hospital coloca no armário até 370 peças e tem 500 usuários com cartões de identidade que podem acessar o gabinete. Em um dia comum, o gabinete gerencia aproximadamente 160 transações de peças. O hospital tem, em média, aproximadamente 830 peças de vestuário para funcionários.

John Varley
Para o hospital, diz Likens, o maior benefício foi a redução no custo de substituição de uniformes que acabam se perdendo. No entanto, o sistema também aumenta a eficiência dos funcionários, pois eles podem acessar rapidamente as roupas sem preencher a papelada, e os trabalhadores que gerenciam os serviços de lavanderia têm informações em tempo real sobre os níveis de estoque. O sistema também elimina o risco de se esgotar quando os funcionários precisam de um procedimento médico.

O LewisGale foi o primeiro cliente a usar a tecnologia, diz Likens. "Nós realmente servimos como um site beta", acrescenta, observando que o hospital ficou satisfeito com os resultados. O centro médico planeja instalar um segundo gabinete para acomodar mais uniformes.

A tecnologia funciona com qualquer etiqueta RFID UHF, diz Varley. A Autovalet faz seus próprios leitores RFID com chips M6, da ThingMagic, juntamente com quatro antenas. Os armários são revestidos de alumínio para evitar dispersão de sinal. As portas de correr também são uma característica de design, para evitar o uso excessivo de espaço em corredores. O software DressCode pode ser baseado em nuvem ou residir no próprio sistema de back-end de um usuário.