RFID Estudos de Caso

Universidade controla força de trabalho em três campi

A Universidade de Wolverhampton, no Reino Unido, usa sistema RFID NFC para monitorar limpeza, inspeção, manutenção e muito mais

Por Claire Swedberg

31 de julho de 2017 - A University of Wolverhampton, no Reino Unido, está expandindo a solução de Near Field Communication (NFC) SmartTask, da Skillweb, para gerenciamento de força de trabalho, para seus três campi depois de completar uma implantação teste em seu campus principal. O sistema ajuda a instituição a gerenciar e automatizar as tarefas de seus cuidadores e coordenadores enquanto limpam ou inspecionam dormitórios, banheiros, fazem manutenção equipamentos de emergência, realizam rodapés de segurança e denunciam o trabalho em alguns locais.

A Universidade de Wolverhampton consiste em um campus no centro da cidade que abriga a sua sede principal, com o segundo e terceiro campi em Walsall e Telford. Aproximadamente 20 mil alunos estão matriculados na universidade, em 380 cursos de graduação e pós.

Quando a tecnologia SmartTask foi adotada, permitiu que a universidade aumentasse a produtividade de sua equipe que fornece serviços de inspeção, limpeza e manutenção em 20%, de acordo com Sandy Shaw, gerente de operações do campus da universidade para propriedades e instalações. Também aumenta a precisão dos dados em 70%, acrescenta.

Isso não significa que os trabalhadores finalizem cada sala mais rápido, observa Shaw. Em vez disso, capturam informações mais precisas sobre cada local, evitando a necessidade de pessoal para verificar novamente os trabalhos de reparação, limpeza e inspeções.

Em 2014, a universidade começou a implantar o sistema de gerenciamento de sua equipe de limpeza que atendia os 380 banheiros da escola. Doze indivíduos trabalharam no campus principal com a tecnologia, enquanto a instituição agora expande o sistema para todos os 25 membros da equipe de limpeza, de todos os campi.

No final de 2015, Shaw afirma que o seu departamento começou a procurar outros benefícios que a tecnologia poderia trazer ao campus principal. "Nós descobrimos que tinha tantas vantagens", afirma, "começamos a procurar outros usos para reunir informações em um ponto central".