RFID Estudos de Caso

Rémy Martin conecta-se com consumidores

O produtor de conhaque francês usa a tecnologia RFID NFC para autenticar as garrafas e promover o relacionamento com os clientes

Por Barb Freda

20 de agosto de 2015 - No verão de 2014, uma conversa casual entre dois vizinhos produtores de conhaque, na França, levou à criação de uma solução de identificação por radiofrequência (RFID) que promete combater a falsificação da bebida na China e melhorar o relacionamento com os clientes.

O mestre de adega da Rémy Martin, tradicional produtora de conhaque, e um dos líderes da Selinko, uma nova empresa que utiliza a tecnologia Near Field Communication (NFC) para autenticar e vender produtos, estavam tendo uma conversa sobre engarrafamento. A Rémy Martin estava procurando uma maneira de combater a fraude e se conectar com seus consumidores online, e a Selinko tinha uma solução que poderia satisfazer as suas necessidades.

Na época, a Selinko estava trabalhando com a fabricante de chip Inside Secure, que tinha introduzido o CapSeal, uma solução que detecta abertura de frascos. Vinho falsificado estava sendo inserido em garrafas reais, o que é um problema que todos as grandes marcas enfrentam. Essa tecnologia lançou bases para uma solução inovadora na Rémy Martin.

"Todo mundo quer combater a falsificação na indústria de bebidas", diz Arjan Ackerman, diretor digital da Rémy Martin. "Vimos isso como a oportunidade de tranquilizar os nossos consumidores, mostrando que a garrafa é genuína e criando uma experiência de maior valor através na relação interativa com eles".

A Rémy Martin pediu à Selinko para criar uma "garrafa conectada", que combinasse a tecnologia CapSeal com a capacidade de manter uma conexão com os clientes quando a garrafa é aberta. A Rémy Martin solicitou esta nova tecnologia para seu conhaque Club, uma bebida popular entre os chineses.

O resultado, um ano depois, foi a garrafa Connected Club, que realiza as duas coisas que a Rémy Martin considera necessárias. Na frente de negócios, usa NFC para evitar a falsificação e a garrafa registra as aberturas. E na frente de marketing, a nova garrafa abre um mundo de participação interativa, com a transmissão de informações aos consumidores por meio de um aplicativo de smartphone. O aplicativo inclui um programa de fidelização, com pontos de recompensa concedidos na abertura de garrafas Club Connected e se envolver com a empresa via essa plataforma. O Club Connected está sendo introduzido nos mercados da China, com os primeiros embarques completos esperados para ocorrer no segundo semestre de 2015.

"Eu gostaria que pudéssemos falar sobre um grande estudo", diz Florence Puech, diretor de comunicação da Rémy Martin, "mas foi realmente apenas uma conexão humana".