RFID Estudos de Caso

TV Globo reduz tempo de operações

O uso de RFID foi responsável pelo ganho de agilidade nos processos de recebimento de equipamentos para gravações externas

Por Edson Perin

28 de novembro de 2014 - A TV Globo tornou-se uma das empresas da atualidade que melhor utiliza a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) na gestão de equipamentos. O caso de sucesso foi apresentado no RFID Journal LIVE! Brasil, realizado nos dias 24 e 25 de setembro de 2014, em São Paulo. O ganho principal, após a implantação dos sistemas com leitores e tags RFID, foi na agilidade das operações dos Centros de Distribuição Equipamentos (CDEs). O tempo de recebimento de equipamentos para gravações externas foi reduzido em até 64%, em relação ao processo anterior, feito manualmente.

Os equipamentos para gravações externas da TV Globo são rastreados por RFID, o que garante total controle do conteúdo de seus respectivos "cases"
De acordo com José Márcio Paias, gerente de logística da TV Globo, a área possui 12 CDs, no Rio de Janeiro e em São Paulo, com um total de 6.500 metros quadrados e mais de 100 colaboradores, entre funcionários e terceiros. Estes estabelecimentos são responsáveis por dois grandes macros processos. O primeiro é o abastecimento de materiais e insumos para a toda a organização, que vai desde materiais utilizados nas construções de cenários até “spare parts” de equipamentos de televisão. O segundo armazenamento e controle envolve as movimentações de equipamentos de engenharia.

José Márcio Paias, da TV Globo, durante palestra no RFID Journal LIVE! Brasil 2014
O projeto de implantação da tecnologia RFID para o controle de equipamentos teve origem há quatro anos e além da área de logística também participaram as áreas de engenharia e TI. “O projeto só teve êxito devido ao comprometimento de todas as partes envolvidas e sem o esforço da área de engenharia, na reformulação dos processos existentes na época, o projeto não teria saído do papel”, afirma Paias.