RFID Estudos de Caso

Fabricante de bebidas implanta solução de autenticação

A empresa de Taiwan está usando RFID em sua fábrica, armazém e CD para combater a falsificação de vinhos e outras bebidas de alto valor

Por Claire Swedberg

16 de junho de 2014 - A Taiwan Tobacco & Liquor Corp. (TTL) implantou uma solução de identificação por radiofrequência (RFID) para assegurar a autenticidade de seus produtos e para rastrear as mercadorias pela cadeia de suprimentos. A empresa está fornecendo a seus parceiros várias centenas de leitores de US$ 30, que transmitem em 433 MHz para ler dados de tags passivas EPC Gen 2 UHF. A solução, incluindo os leitores de 433 MHz, foi fornecida pela tecnologia empresa EPC Solutions Taiwan.

A TTL comercializa vinhos finos e bebidas de alto valor, bem como bebidas alcoólicas de menor custo e tabaco. A empresa opera 13 fábricas de cerveja e outras bebidas alcoólicas e quatro fábricas de tabaco, fornecendo a um total de 40.000 parceiros varejistas que vendem seus produtos. A preocupação recente da empresa tem sido com falsificações de seus bons vinhos e licores. No momento em que estava investigando soluções contra fraudes, em 2013, a TTL vendia seus produtos de alto valor para cerca de 200 parceiros de canal em toda a China.

A TTL forneceu para centenas de parceiros de canal um leitor de US$ 30 que transmite um sinal de 433 MHz para ler dados de tags passivas EPC Gen 2 UHF, relacionadas a seus vinhos e garrafas de bebidas alcoólicas
O mercado na China é dividido em regiões geográficas e os preços dos produtos da TTL variam dependendo da região em particular na qual serão vendidos. A empresa procurou garantir que os seus produtos não estavam sendo canalizados para uma região geográfica diferente e, portanto, vendidos a um preço incorreto, e que as versões falsificadas não estavam sendo passadas como autênticas. A TTL também queria ser capaz de provar aos seus parceiros de canal e, em última instância, aos consumidores que o que eles estavam comprando era genuíno. Para isto, a empresa começou a trabalhar com a EPC Solutions Taiwan em março de 2013 na criação de uma solução de autenticação, de acordo com TH Liu, presidente da fornecedora de RFID.

A empresa queria um sistema que lhe permitisse rastrear produtos em toda sua cadeia de fornecimento, passando por engarrafamento, embalagem e transporte, e para o recebimento das mercadorias ao Centro de Distribuição (CD) de terceiros na China. Em seguida, queria que suas lojas de canal pudessem confirmar a autenticidade através de um leitor portátil, interrogando cada rótulo de uma garrafa de vinho antes de colocar a garrafa em uma prateleira da loja para venda.

Inicialmente, a EPC Solutions propôs um sistema que consiste em tags RFID passivas EPC Gen 2 UHF e um leitor handheld off-the-shelf que opera em 902-928 MHz. No entanto, diz Liu, handhelds destinados a ler essas tags normalmente custam 2.000 dólares cada. Como a companhia queria fornecer várias centenas de dispositivos a lojas do canal de evenda, acrescenta, o preço se tornou um problema. A EPC Solutions encontrou uma alternativa de baixo custo, através da concepção de um chip transceptor portátil de 433 MHz construído em um pequeno dispositivo que pode ser conectado a um computador portátil, de mesa ou smartphone. Embora a unidade transmita em 433 MHz, pode receber transmissões de etiquetas UHF em 902-928 MHz. O alcance de leitura, no entanto, é consideravelmente menor que o de um leitor UHF padrão nessa frequência.