RFID Estudos de Caso

Empresa holandesa de pneus usa tags EPC para rastreamento

A Roline está usando uma solução da Ferm RFID para gerenciar seus processos de inventário, recauchutagem e permitir aos clientes rastrear pneus de seus veículos

Por Claire Swedberg

10 de junho de 2013 - A empresa holandesa de pneus de caminhão e recauchutagem Roline está incorporando etiquetas de identificação por radiofrequência (RFID) nos pneus recauchutados para gerir melhor seus processos de produção e armazenamento e também para permitir que seus clientes possam acompanhar os pneus que instalam em suas frotas de caminhões, ônibus ou carros. As etiquetas UHF e leitores RFID foram fornecidos pela Ferm RFID Solutions, também com sede na Holanda. As tags são fabricadas pela Smart Res, enquanto os leitores são da Motorola Solutions e da Microelectronics Technology Inc. (MTI).

A Roline vende entre 7.000 e 10.000 pneus novos por ano, mas também comercializa cerca de 550 pneus recauchutados por semana, totalizando 25 mil a 30 mil por ano. A recauchutagem é um grande negócio, relata a empresa, porque potencialmente economiza grandes somas de dinheiro dos clientes. Normalmente, um pneu novo custa US$ 1.300, enquanto a recauchutagem sai por cerca de US$ 450.

Uma tag EPC Gen 2 RFID passiva é fixada na parte de trás da borracha da recauchutagem
.

Enquanto a Roline recauchuta os pneus dos clientes, a empresa deve armazená-los em prateleiras no seu armazém. No ano passado, a empresa começou a trabalhar com a Ferm RFID para desenvolver a solução para identificar os pneus nas prateleiras, diz Hans Jorg, gerente de projetos da Roline. Além disso, a empresa começou a investigar outras maneiras de a tecnologia ser usada para gerenciar o processo de recauchutagem e permitir aos clientes gerenciar suas próprias frotas de veículos através das etiquetas RFID dos pneus.

Antes de ser abordado pela Roline, a Ferm RFID já havia trabalhado com a Smart Res para desenvolver uma tag RFID na forma de um patch de borracha que ficasse permanentemente fixado à superfície lateral de um pneu de borracha, diz Jos Uijlenbroek, gerente de programa internacional da Ferm RFID. As empresas de pneus Vredestein e LeCont testaram os patches. Assim, quando a Roline explicou seus requisitos para a Ferm RFID, as duas empresas decidiram desenvolver uma solução empregando uma tag permanente para pneus recauchutados, juntamente com uma etiqueta RFID descartável para pneus novos.

A solução resultante é composta por uma tag no remendo de borracha permanente, para pneus recauchutados, uma tag RFID adesiva descartável para pneus novos e leitores portáteis e fixos para monitorar os pneus nos processos de armazenamento e recauchutagem. De acordo com Jorg, o software que gerencia os dados RFID, fornecido pela ABP Dynamics, se integra com o Dynamics NAV Solution, da Microsoft, permitindo à Roline gerar relatórios sobre problemas recorrentes. O sistema está em operação desde o final de 2012.

No caso de pneus reformados, explica Jorg, a Roline recebe os pneus gastos de seus clientes e de outras fontes para, em seguida, analisá-los e determinar se podem receber uma "segunda vida". Se um pneu passar na inspeção, a empresa repara os danos e aplica uma nova camada de borracha na superfície polida, com uma tag RFID embutida no remendo de borracha. O número de identificação codificado EPC Gen 2 na tag RFID passiva UHF é então armazenado em um software co-desenvolvido pela ABP Dynamics e Roline, no banco de dados da Roline. A nova banda de rodagem é aplicada ao pneu, que então é colocado dentro de um forno onde a borracha é vulcanizada a cerca de 100 graus Celsius durante quatro horas.