RFID Artigos

Diferenças entre as frequências do sistema RFID passivo

A frequência define a taxa de transferência de dados entre a etiqueta e o leitor, mas a velocidade não é o único aspecto a ser analisado em uma solução RFID

Por Renata Rampim de Freitas Dias e Suely De Pieri Baladei

6 de junho de 2012 - As três frequências mais utilizadas para o sistema RFID passivo são: baixa frequência (LF), de 125kHz, alta frequência (HF), 13,56 MHz, e ultra alta frequência (UHF), operando na faixa de 860 a 960MHz. Um dos aspectos mais importantes do sistema RFID é a frequência de operação. Em geral, a frequência define a taxa de transferência de dados entre a etiqueta e o leitor.

Renata Rampim de Freitas Dias
Todavia, a velocidade não é o único aspecto a ser analisado no planejamento de uma solução RFID, pois o alcance de leitura entre a etiqueta e o leitor, o tipo de material do objeto a ser etiquetado, requisitos dos clientes e/ou fornecedores, práticas dos padrões da indústria, as normas e regulamentações também são definidos pela frequência e representam aspectos-chave para o sucesso das aplicações.

Além disso, o tamanho e o projeto das antenas das etiquetas e dos leitores são diferentes para as diferentes frequências. Podemos assim dizer que cada frequência tem características diferentes e, por isso, aplicações diferentes.

Historicamente, os sistemas RFID LF foram os primeiros a serem utilizados, principalmente no rastreamento de gado, na década de 70, até o momento em que as empresas que comercializavam os sistemas RFID introduziram o sistema RFID HF, porém ainda muito precários.

Suely De Pieri Baladei
No começo dos anos 80, foram desenvolvidos sistemas de ultra alta frequência (UHF) possibilitando o uso do RFID para aplicações com maiores distâncias de leituras para a época. Desta maneira, o sistema RFID UHF conseguia oferecer a combinação de melhor alcance, maior velocidade de leitura e preços mais atrativos, superando muitas limitações das implementações dos sistemas RFID.

Atualmente, as frequências LF são utilizadas para aplicações nas quais os transponders ficam incorporados em objetos metálicos, tal como na utilização em instrumentos cirúrgicos. Muitas vezes as etiquetas LF são revestidas de resinas de plástico e cápsulas de vidro. Possuem um alcance de leitura abaixo de 0,5m. Este limitado alcance de leitura as tornam impróprias para algumas aplicações.

Já as frequências HF são encontradas no interior de uma ampla variedade de objetos, incluindo cartões plásticos, chaveiros, botões. Com alcance de leitura abaixo de 1 metro, as frequências HF são utilizadas para controle de acesso; contudo, uma importante aplicação dessa frequência é na utilização para bilhetes com transações financeiras, como bilhetes para transporte público. Seu alcance de leitura restrito, com o campo bem definido, é benéfico para este tipo de aplicação, protegendo o sistema de leituras indevidas.