RFID Artigos

Quatro erros que você deve sim cometer em IoT

A complexidade da Internet das Coisas está tornando muitos gerentes de TI incertos sobre como desenvolver uma estratégia empresarial

Por Glenn Johnson

9 de janeiro de 2017 - A introdução de uma nova rede conectada de sensores e dispositivos para aprimorar a experiência do cliente e automatizar os processos de negócios desafia as práticas padrão de gerenciamento de projetos.

Aqui estão alguns erros de gerenciamento tradicionais que podem realmente ser práticas recomendadas para projetos de IoT ou Internet das Coisas.

Erro 1: Não ter buy-in da alta gerência
Normalmente, o buy-in [apoio] da alta gerência desde o início de um novo projeto é altamente recomendado. No entanto, como a tecnologia IoT ainda é nova para a maioria dos processos de pensamento executivo, um pequeno projeto de monetização de IoT pode ser necessário para demonstrar o seu potencial. Até que os benefícios da IoT sejam bem compreendidos, pode ser mais prudente ter apenas alguns colaboradores envolvidos em vez de tentar educar, evangelizar e integrar a contribuição de vários gerentes de alto nível.

Erro 2: Usar sistemas existentes para lançar tecnologia disruptiva
O hype do mercado sugere que você deve obter uma nova plataforma de monetização de IoT, a fim de monetizar com sucesso a Internet das Coisas. Mas a realidade é que muitos sistemas existentes de planejamento de recursos corporativos (ERP) e plataformas de integração já possuem recursos incorporados para lidar com a monetização de IoT. Com isso, você pode evitar uma nova implantação importante e alavancar seus investimentos atuais em seu sistema ERP, integrando os processos de negócios existentes com os sistemas de IoT.

Erro 3: Começar um projeto sem um plano completo
A sabedoria convencional sugere que você deve ter todos os detalhes em ordem e tudo perfeitamente projetado antes de começar a desenvolver sua solução IoT. Mas a realidade é que os projetos de desenvolvimento em estilo cascata geralmente fracassam, especialmente em áreas dinâmicas de novos mercados. Usar ferramentas de desenvolvimento de terceira geração combinadas com técnicas de desenvolvimento Agile ou Agile SCRUM pode permitir a prototipagem rápida. E permitir que as partes interessadas forneçam informações ao longo do processo para que o projeto possa ser modificado rapidamente para refletir as realidades das novas aplicações de IoT.

Erro 4: Depender de recursos internos para novas tecnologias
A sabedoria convencional também sugere que seus recursos internos não possuem os conjuntos de conhecimentos ou habilidades para gerenciar a monetização da IoT. A realidade é que muitos dos profissionais qualificados que você já tem em sua organização podem ser as pessoas ideais para trabalhar em seus projetos de monetização de IoT, porque já entendem seus sistemas existentes e processos de negócios. Você pode complementar sua equipe com recursos externos e prestadores de serviços, mas ninguém sabe melhor do seu negócio do que você.

A IoT oferece às empresas a oportunidade de novas aplicações que melhorem a entrega de produtos e o atendimento ao cliente, além de aumentar as oportunidades de vendas. Mas essas novas aplicações também trarão novos desafios e expectativas. Algumas das melhores estratégias de gerenciamento de projetos para monetização de IoT podem ser consideradas erros em circunstâncias normais, mas inovações como a Internet das Coisas requerem estratégias criativas de gerenciamento de projetos para ajudar a realizar a oportunidade completa com um nível aceitável de risco.

Glenn Johnson é vice-presidente sênior da Magic Software Enterprises Americas

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »