RFID Artigos

A importância da EPCIS para o sistema RFID

O objetivo é tornar os eventos brutos gerados pelo middleware RFID em informação padronizada e mais inteligível para a camada de negócios da organização

Por Eduardo Ferreira dos Santos

10 de abril de 2013 - No artigo A importância de um middleware para o sistema RFID, publicado pela professora Renata Rampim de Freitas Dias sobre os dados gerados pelo middleware, a seguinte indagação foi feita: “O sistema da sua organização tem arquitetura suficiente para suportar este fluxo de dados do sistema RFID?”

A resposta para esta indagação é EPCIS (EPC Information Services, sendo EPC o Código Eletrônico de Produto), uma arquitetura proposta pela EPCglobal, próximo passo após a adoção do middleware RFID como gerador de eventos EPC na sua forma mais bruta. Aliás, o próprio middleware RFID faz parte da especificação EPCIS como padrão.

Conforme a especificação EPCIS proposta pela EPCglobal, tem-se como objetivo tornar os eventos brutos gerados pelo middleware RFID em informação padronizada e com um nível mais inteligível para a camada de negócio da sua organização. Estes eventos brutos passam a fazer sentido no contexto de negócio, uma vez que será possível, com a adoção da EPCIS, atribuir semântica de negócio aos eventos capturados na camada de middleware RFID.

A especificação EPCIS descreve três camadas principais. A primeira camada é o middleware RFID como gerenciador dos hardwares, captura de eventos, filtro e compilação destes eventos.

A segunda camada é a da aplicação de captura (Capturing Application) que tem o papel de integração entre o middleware RFID, sistemas legados e EPCIS REPOSITORY. Esta camada, além de capturar os eventos obtidos do middleware RFID na sua forma mais bruta, tem a finalidade de adicionar informações extras (Master Data) obtidas dos sistemas legados ou de qualquer outra fonte de informação para dar ao evento uma semântica de negócio.

A terceira camada é a EPCIS REPOSITORY, repositório este formado por uma base de dados e de duas interfaces padrão: a primeira (Capture Interface) para capturar os eventos provenientes da aplicação de captura e a segunda (Capturing Application) para consultar (Query Interface) os eventos armazenados na base de dados EPCIS REPOSITORY. Estas consultas podem ser realizadas por parceiros da organização ou mesmo para uma gestão interna.

A EPCIS REPOSITORY prevê em sua especificação mecanismos de segurança como autenticação e autorização para acesso à base de dados, cabendo à organização disponibilizar este acesso aos seus parceiros e usuários. Uma vez que estes eventos capturados são enviados à base de dados EPCIS REPOSITORY, torna-se possível responder às seguintes perguntas sobre os mesmos: